O CIRCO E A IGREJA E A IGREJA CIRCO

INTERESSANTE COMO DUAS COISAS APARENTIMENTE IGUAIS PODEM NA VERDADE SER TÃO DIFERENTES. Quero mostrar aqui duas faces de uma mesma realidade. A 1º é usar o circo para promover a palavra de Deus e a 2º e fazer da palavra de Deus uma atração circense. Aonde o espetáculo não pode parar, pois o público aguarda a próxima atração, sendo assim podemos ver que entre a coerência e o absurdo existe uma linha tênue que as divide, e se os pastores não estiverem atentos, podem transformar um atrativo da palavra de Deus em mais uma esquisitice gospel.
O CIRCO QUE PROMOVE A PALAVRA DE DEUS
O Circo Betel se apresenta amanhã (7) na igreja Batista, às 19h, no bairro Nova Caiari em Porto Velho. A entrada é franca e são esperadas mil pessoas para prestigiar o evento.
Haverá apresentações, como malabarismo, truques, fantoches e acrobacia. A equipe do espetáculo é formada por 15 pessoas. O treino para a apresentação durou cerca de 60 dias. O Circo já se apresentou em cerca de 500 cidades distribuídas em 11 estados do país.
A equipe é formada por artistas cristãos que usam a arte para divulgar os cristianismo. A ação da equipe iniciou em 1997, quando o grupo recebeu a missão de Deus para pregar por meio da arte.
No início, o principal desafio foi encontrar apoio na divulgação e transporte para levar o grupo ao local de apresentação.
Idéia
A idéia do grupo é levar alegria, contribuir para a reintegração social, mostrar valores morais e mostrar os princípios cristãos para quem prestigia os espetáculos.
De acordo com o grupo, a diferença de um circo formado por um grupo cristão dos demais circos são os objetivos alcançados. A proposta da equipe não é arrecadar dinheiro, mas, levar um espetáculo de paz e esperança por meio da palavra de Deus.
O grupo realiza trabalhos sociais voluntários, como a visita a hospitais públicos, palestras sobre problemas sociais e aulas de vários seguimentos artísticos à famílias pobres.
Doações
A equipe do Circo necessita de doações para continuar os trabalhos sociais. Informações sobre o trabalho da equipe e com relação à ajuda financeira são obtidas pelos telefones: (69) 3215.2227 e 9205.6233 ou no site: www.circobetel.com.
A IGREJA TRANSFORMADA EM CIRCO
Por José Barbosa Júnior
Respeitável público!! Venha ver a menor cantora do mundo!! Não deixe de assitir ao show do pregador anão!! Não perca o homem que não tem ouvidos e ouve!! Venha ouvir a menininha de 3 anos que já é pregadora!! Venha ver o homem que tem 8 balas de revolver no corpo!! Assista ao homem que prega plantando bananeira!!
Que a igreja dita evangélica no país já tinha assumido a sua postura de pão e circo, eu já sabia e isso era evidente há algum tempo, mas que ela, a igreja, havia assumido o papel de circo real é algo que tem me deixado impressionado.
A cada dia que passa, nosso cardápio de atrações aumenta, na busca incessante de público para os nossos cultos-espetáculos. A Palavra deixou de ser pregada faz tempo, o louvor se tornou a repetição de frases-chavões durante longos minutos catársicos de uma coletividade doentia e reprimida, Deus passou de receptor do culto para um simples instrumento de manipulação de massa e cobrador dos impostos eclesiásticos que o pecador tem que pagar para alcançar a benção.
Voltando ao começo, é triste ver a igreja brasileira caminhando para esse circo de horrores. A indústria dos testemunhos e dos seres esquisitos para pregarem a “palavra” parece não ter fim. Ninguém quer mais ouvir um pregador sério, que diga aquilo que realmente Deus fala em sua Palavra. O povo quer espetáculo!
Se o pregador não tem um “atrativo” a mais, não serve. Tem que ser anão, ter menos de 5 anos, já ter sido quase morto em confrontos com a polícia, ex-isso, ex-aquilo, não ter língua e falar, e assim cresce a massa levedada pelo fermento dos espetáculos circenses de alcunha “gospel”.
Já não satisfaz o culto verdadeiro, em espírito e em verdade, onde o louvor é comprometido com a verdade e onde a pregação nada mais é do que a exposição sincera e coerente da Palavra de Deus. Palavra ? O que é isso ? Nós queremos é o show!! Pagamos para isso, para vermos nossas igrejas lotadas, custe o que custar.
Muitos já me falaram que os “artistas” não são tão culpados assim, afinal são as igrejas que os “contratam”, não?
Sinceramente, ambos estão negociando com o evangelho. Há inegavelmente uma indústria de testemunhos e esquisitices evangélicas dominando o mercado.
No caso das crianças creio que os maiores culpados são os pais que submetem seus filhos a essa lavagem cerebral para tornarem-se desde pequenas verdadeiros “papagaios espirituais” repetindo sermões, chavões e impressionando o povo medíocre que gosta dessas coisas. O preço da fama às vezes é a perda da inocência e da infância. São pais querendo tornar filhos crianças em adultos-pregadores-sérios. Enquanto Jesus manda que os adultos façam-se como crianças…
No caso dos adultos, aí já é safadeza mesmo! É gente que quer ganhar dinheiro em cima dos crentes que não pensam, mas adoram ver as “coisas do espírito”. São aproveitadores da boa-fé do povo que vive pela fé. Se tivessem compromisso real com Deus não aceitariam os holofotes sobre suas anomalias para “exaltarem” a Deus. Isso é conversa pra boi dormir. Digo sem medo… e gostaria de ver uma dessas atrações circenses do nosso meio “gospel” negar isso olhando nos meus olhos.
Quanto às igrejas que contratam, bem… desses eu já espero tudo mesmo… pois o que interessa a esses é a igreja cheia e o cofre abarrotado… o nome da igreja conhecido e o nome de Jesus diminuído… sepulcros caiados…cheios de espetáculos estarrecedores para esconderem suas anomalias reais…
Que Deus tenha misericórdia desses que negociam a fé e nos obrigam a ficarmos como palhaços nos seus enormes picadeiros eclesiásticos.
Com tristeza no coração,
José Barbosa Junior
TAG: O CIRCO E A IGREJA E A IGREJA CIRCO
Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca

Compartilhar é se importar!

3 comments

  • cleyce

    bom, mas não consigo assim como em tudo que foi dito uma exortalçao, sinti também o estrelismo da mesma forma que sentem ao criticar a forma de uns ou outros trabalharem suas servidões…não cabe a nó e sim a Deus!!! ai daqueles que falam de ungidos , sejam quem forem, isso não cabe a nós, simples mortais cheios de erros, vivendo pela graça e missericordia’

  • q texto bom!!!!!!! tem “irmão” q envergonha nosso povo mesmo!!!
    e triste é ter q explicar aos terceiros, que existe gente assim e gente assado…já reparou q crente entra sempre no mesmo balaio?

  • muito bom e realista, o povo sofre por falta de conhcimento, Conhecimento de Deus, e isto, só vem pela palavra genuína e por fé. Os milagres e outros sinais, seguem aos que crêem, ou seja, são consequências da ação de Deus e não motivos para buscá-lo.
    Que Deus conceda entendimento aos que o buscam com sinceridade de coração e o servem por amor e não por holofotes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *