O ANTICRISTO PEGA 666 MESES DE PRISÃO

 
O americano Christopher Guy, que costuma se identificar como sendo o anticristo, foi preso nos Estados Unidos e condenado a 666 meses de prisão. Mas o motivo não foi essa autoafirmação, e sim por ter assediado sexualmente duas meninas.

O crime aconteceu em Charlotte, cidade do estado de Carolina do Norte, segundo a reportagem da WBTV. Guy estaria abusando de uma garota de 8 e outra de 9 anos.
No julgamento o “anticristo” dispensou o advogado e se defendeu das acusações. Ele chegou a afirmar que uma pessoa que cometesse um abuso contra menores mereceria a cadeira elétrica.
Apesar de todo o discurso Christopher Guy não conseguiu provar sua inocência e ironicamente recebeu a condenação de ficar 55 anos na cadeia, ou seja, 666 meses.
Durante o processo, Christopher afirmou que uma pessoa que cometesse aquilo do que era acusado mereceria a cadeira elétrica. Mas ele sustentou inocência todo o tempo.

Fonte: odiário

TAG: O ANTICRISTO PEGA 666 MESES DE PRISÃO

Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca

Compartilhar é se importar!

5 comments

  • Anonymous

    Obrigada por me responder. Como te falei não era o que eu queria ouvi e sim o que eu precisava. Descobri esse blog por acaso e nunca mais deixei de visitá-lo.
    Tenho me alimentado das palavras que encontro aqui. Que Deus o abençoe abundantemente. Um abraço.

  • Anonymous

    Obrigada, pr.

  • No menu acima ao lado da palavra índice, click em Mandar um email, você encontra um formulário e pode mandar sua mensagem através dele, escreva confidencial e eu saberei que é você e não irei postar sua pergunta. Fique na paz!

  • Anonymous

    Pr eu gostaria de te mandar um email, estou precisando de uma palavra. Porém não gostaria que fosse publicado no site, é possível? Lerei sua resposta. Obrigada.

  • Anonymous

    Coitada das meninas! Ser violentada não é nada bom e por um bicho horrível desse. É coisa pra morrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *