No Laos, dois casos refletem perseguição religiosa contra famílias cristãs

No Laos, dois casos refletem perseguição religiosa contra famílias cristãs

18º colocado na Classificação de Países por Perseguição (WWL) 2013, o Laos é um Estado comunista de maioria budista. Todos os cristãos vivem sob vigilância e as atividades da Igreja são limitadas. A comunidade local reage agressivamente contra convertidos que renunciam o culto aos espíritos.

 

Família cristã perde tudo

O ex-budista Kapono* e sua família foram obrigados a fugir de casa, em 9 de janeiro de 2013, devido à perseguição vivida nas mãos de parentes e moradores. Os cristãos haviam aceitado e professado sua nova fé há apenas duas semanas quando tiveram de abandonar seu lar, localizado em uma aldeia não revelada, no sul do Laos.

Segundo uma fonte local, “quando voltaram para sua residência, vindos de uma igreja que ficava em uma aldeia próxima, primos e vizinhos perseguiram severamente os cristãos”. E não parou por aí: “No último domingo (6), a vaca de Kapono foi tomada à força e, em seguida, ele e sua família foram empurrados para fora da aldeia. Eles perderam tudo o que possuíam, inclusive suas terras, que equivaliam a cerca de quatro hectares.”

Kapono e sua família estão agora hospedados na casa de um amigo cristão em uma aldeia vizinha.

CSW escreve carta aberta ao presidente do Laos sobre desaparecimento de família cristã


Na semana passada, a organização Christian Solidarity Worldwide (CSW) redigiu uma carta aberta ao presidente Choummaly Sayasone, da República Democrática Popular do Laos, solicitando informações urgentes sobre a família do Sr. Boontheong, da província de Luang Namtha.Boontheong desapareceu em 3 de julho de 2004, juntamente com sua esposa e filho que, na época, tinha 7 anos de idade. Antes de seu desaparecimento, Boontheong havia sido ameaçado e preso pela polícia local por causa de sua fé cristã. Ao longo dos últimos oito anos, a CSW e seus parceiros têm tentado, sem sucesso, saber o paradeiro da família.

A carta exorta o governo do Laos a investigar o desaparecimento dos cristãos e fornecer informações sobre o seu estado e localização. A CSW reforça “a necessidade latente de o governo liderar o país […] mediante as leis previstas na Constituição do Laos” e cita o artigo que “diz respeito ao direito fundamental de todo cidadão de acreditar ou não acreditar em religiões”.

Apesar dos casos apresentados, o Laos tem visto melhorias na liberdade religiosa nos últimos anos, inclusive uma redução significativa no número de prisioneiros de consciência cristãos e da duração média da pena. No entanto, ainda existem significativas restrições sobre os seguidores do cristianismo. Além disso, a disposições legais do Estado de Direito muitas vezes não são devidamente aplicadas, o que significa que os crentes ainda estão sujeitos à prisão e assédio por conta de sua crença.

O diretor da organização Andrew Johnston disse: “A CSW está profundamente preocupada com o paradeiro e segurança do Sr. Boontheong e sua família e insta as autoridades a lançarem uma investigação sobre este caso imediatamente. Lembramos o governo de sua obrigação em respeitar a liberdade de religião ou crença, de acordo com a Constituição e o Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos (PIDCP), ratificados pelo Laos em 2009.”

Pedidos de oração

  • Ore em favor dos cristãos e suas famílias no Laos, que mesmo tão novos na fé, permanecem em Cristo, apesar da perseguição.
  • Peça ao Senhor para que restitua tudo o que eles perderam por causa de seu amor a Deus.
  • Interceda pela família do cristão Boontheong, que permanece desaparecida.

*Nome trocado para a segurança do cristão
Confira aqui a lista de classificação de países que mais perseguem cristãos ao redor do mundo.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *