Estranhos ou Conhecidos de Deus

Escrito por: Silvio Dutra
Do blog: Verdade e Vida

Deus fez uma aliança com Israel através de Moisés, e lhe deu a Lei para revelar o conhecimento da Sua vontade.
Além disso operou maravilhas e prodígios especialmente para livrar os israelitas da escravidão e opressão de nações inimigas.
Mas todos os israelitas conheciam a Deus pessoalmente?
O próprio Senhor declarou pelos profetas que era um estranho para o Seu povo, e este, um estranho para Ele.

Isa 1:3 O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, o dono da sua manjedoura; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende.

Osé 4:2 Ouvi a palavra do SENHOR, vós, filhos de Israel, porque o SENHOR tem uma contenda com os habitantes da terra, porque nela não há verdade, nem amor, nem conhecimento de Deus.

Na verdade, desde que o primeiro homem pecou, toda a humanidade não pode ter o conhecimento de Deus, caso Ele não se revele a quem quiser dar o conhecimento da Sua pessoa divina.
Por isso Jesus se manifestou entre nós, para nos possibilitar o acesso a tal tipo de conhecimento pessoal e íntimo.
E isto foi prometido por Deus, que seria feito por Ele, na dispensação do evangelho, na qual nos encontramos há cerca de dois milênios.

Jer 31:33 Porque esta é a aliança que firmarei com a casa de Israel, depois daqueles dias, diz o SENHOR: Na mente, lhes imprimirei as minhas leis, também no coração lhas inscreverei; eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo.
Jer 31:34 Não ensinará jamais cada um ao seu próximo, nem cada um ao seu irmão, dizendo: Conhece ao SENHOR, porque todos me conhecerão, desde o menor até ao maior deles, diz o SENHOR. Pois perdoarei as suas iniquidades e dos seus pecados jamais me lembrarei.

Veja que é prometido ser dado ao aliançado da nova aliança, pela fé em Cristo, o conhecimento pessoal e real de quem é Deus, juntamente com o perdão do pecado, por que é o pecado a barreira que impede tal conhecimento do Deus santo e verdadeiro.

À luz destas poucas considerações bíblicas, podemos ver quão desprovidos de real valor estão todos os esforços que tenham o propósito de agradar Deus, quando nos falta o que é básico, a saber, o conhecimento real da Sua pessoa divina, havendo um verdadeiro relacionamento de intimidade com Ele em espírito.
Porque afinal, Ele nos criou para privarmos de um relacionamento amoroso mútuo em espírito.
Sem conversão real a Cristo tal conhecimento é impossível, conforme o próprio Senhor tem afirmado na Bíblia:

Mat 11:27 Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.

João 14:6 Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.
João 14:7 Se vós me tivésseis conhecido, conheceríeis também a meu Pai. Desde agora o conheceis e o tendes visto.

E este conhecimento é de amizade, de amor, de filiação, de obediência, de santidade.
Se estas virtudes passaram a existir em nós desde que confessamos a Jesus como nosso Salvador e Senhor, então podemos estar certos, de que deixamos de ser estranhos, e passamos realmente a conhecer ao Senhor, assim como somos por Ele conhecidos.

João 10:14 Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim,

Portal Você para Deus

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *