A VERDADE SOBRE A PORNOGRAFIA E OS DITOS CRISTÃOS

Ontem à noite assisti ao documentário que o SBT passou sobre a indústria do sexo pornô no Brasil.
Atrizes como Márcia Imperator e Rita Cadilac disseram que ninguém põe comida na mesa delas e, portanto ninguém tem nada com o que elas fazem ou deixam de fazer. Este tipo de declaração me fez pensar nos traficantes que também ganham dinheiro trabalhando viciando e vendendo drogas, afinal como qualquer atriz pornô eles também precisam por comida na mesa.
A diferença é que o tráfico mata a pessoa com a ingestão de veneno, o consumo é cheirado, fumado, injetado e começa a matar o corpo, a mente, a dignidade.
Já a indústria do sexo pornô mata a alma dessas pessoas. Começa por cauterizar a consciência, a insensibilidade em relação ao que é razoável toma conta e por fim a perversão vira o padrão. Não digo no sentido de muitos tipos de sexo não, mas no sentido de agora fazer TUDO com um e se deixar filmar, daqui a pouco fazer TUDO com outro e também filmar e por aí vai.
A mulher se torna em picanha suculenta, o que na verdade é aos olhos dos homens, inclusive aos meus, e deixa de ser vista como um ser humano, mas como um brinquedo de dar prazer a nós, homens.
Como eu sou doido e não tenho papas na língua, justamente por isso estou no Caminho da Graça, cujo líder também é doido aos olhos de muitos, vou dizer exatamente a verdade dessa porcariada toda.
A grande maioria das atrizes de sexo pornô são lindas, maravilhosas, deliciosas, apetitosas e para completar ainda se apresentam de lingerie, cinta liga, espartilho, enfim estes acessórios que enlouquecem a TODOS os homens.
Então vamos ao que rola na cabeça dos homens ao contemplar o conjunto de possibilidades assistidas nos vídeos ou vividas na prática com garotas de programas que são verdadeiras deusas do sexo e da felicidade machista.
Na atuação das atrizes pornôs ou garotas de programa de alta categoria, além do glamour de seu visual erótico, sensual e deslumbrante, há inúmeras coisas que fisgam os homens:
primeiro que a maioria das mulheres que não se vendem, nunca olham como essas garotas para seu parceiro. Por exemplo: quando estão praticando sexo oral em qualquer homem, agem como se estivessem famintas e como se sua vida dependesse do fluxo daquele cara.
Isso é algo que dificilmente uma esposa fará, exceto talvez nas primeiras seduções dela em relação ao carinha. Além disso na cabeça masculina há todo uma infinidade de possibilidades de perversões que podemos fazer com esta mulher maravilhosa. Não tem aqueles pensamentos de quando o sujeito está com a esposa, por exemplo, que vai dando limites dignos ao seus desejos perversos, pois ama aquele ser humano e preserva determinados limites com ela. Com kenga podemos fazer qualquer coisa: sexo a três, ménage à trois, sexos de todos os tipos, sexo sádico, pervertido, enfim o que passar na pornomente do sujeito.
Essas transgressões mentais excitam muito a nós homens. Então só pra encerrar, há o pensamento de ter se comprado uma mulher deslumbrante, há as infinitas possibilidades que podemos fazer com ela, há seu olhar que é algo de salivar, bem como sua forma sinuosa de se mover, há a possibilidade de se realizar com elas todas as nossas fantasias, usar “brinquedinhos” de sex shop e por aí vai. E o principal: tudo isso sem compromissos, sem responsabilidades, sem conseqüências e sem que ela nos ligue no dia seguinte.
Taí o pacotão do inferno, sexo e alegrias, gozo e irresponsabilidade. De mulher e ser humano tornou-se numa uva a ser chupada e num vinho a ser degustado e tão logo perca o sabor… lixo.
O que mata a alma dessas mulheres é justamente a aceitação disso. Morrem por dentro e continuam atuando e dizendo que ninguém tem nada a ver com suas vidas, pois ninguém põe comida na sua mesa.
Agora, por que é que a indústria pornô e a indústria da prostituição vai de vento em popa? Será que é por que isso é ruim? Será que é porque 99% da população condena? Ou será que somos todos um bando de HIPÓCRITAS? Sim, pois declaramos não gostar, dizemos que não aprovamos, mas no escuro as escondidas SOMOS FREGUESES, adoramos mulheres objetos.
Gente tem dó! Não há como algo que ninguém usufrui crescer. E não vem com essa conversinha fiada de que os crentes não fazem isso, porque eu era muito crente e soube aproveitar muito bem essa porcaria antes de vir para o Caminho da Graça e ser gente séria de Deus. E também encontrei outros muitos crentes ungidões como eu, desfrutando desse mercado do sexo.
Então, falo do que sei e não do que imagino que seja.
A verdade é que temos hormônios, fantasias, desejos ocultos, tesões recolhidos e tudo isso BERRA ESCADALOZAMENTE dentro de nós homens ao sermos expostos as ilusões da prostituição, aos vídeos pornôs, as garotas de programa.
Não dá pra competir com isso usando-se textinhos bíblicos, conversas de bom senso e orações pelos tesões ocultos. A única maneira de se livrar do desejo pelo que é transgressão é “mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé” (1 Tm 1:19 ). E sendo de Jesus, crentes de Jesus, não crentes do livro chamado bíblia, mas de Jesus.
“Isto não é bom para elas, logo não serve pra mim” – só pra variar o Amor é a chave, nada escapa a matriz do Amor.
Apareceu no documentário um ex-pastor evangélico que agora faz filmes pornôs gays. Ele é casado, tem filhos e sua esposa exige que só “trabalhe” sendo passivo de outros homens.
Bom, a doença tem várias formas como já vimos, quanto a ser ex-pastor, foi pastor e nada entendeu, que Deus o salve de si mesmo.
Cláudio Nunes Horácio
Fonte: http://tudonoglobo.blogspot.com/2010/12/rasgando-o-verbo-sobre-industria-porno.html



TAG: A VERDADE SOBRE A PORNOGRAFIA E OS DITOS CRISTÃOS

Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca

Compartilhar é se importar!

One comment

  • Anonymous

    Seu comentário foi até digno de leitura, mas quando você se refere a Bíblia como testinhos… Isso é uma falta de respeito, ser crente de Jesus é ser crente da Bíblia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *