Pedro – Um Homem que sujeitou o próprio espírito

Pedro tinha a mania de agir primeiro e pensar depois. Mesmo assim, esse homem voluntarioso prosseguiu até se tornar um dos principais líderes da igreja.
Jesus retrucou Pedro e o irmão dele, André, enquanto eles pescavam com suas redes (Mc 1.16-17). “Seguiam-me, e eu os farei pescadores de homens”, disse Cristo. Pedro largou as redes imediatamente para seguir o Salvador.
Assim era Pedro: agir primeiro, pensar depois. Ele fez isso durante todo o ministério de Jesus, e era frequentemente repreendido por isso. Quando Pedro se opôs às predições que Jesus fez a respeito de seu sofrimento e sua morte, o Filho de Deus disse: “Para trás de mim, Satanás!” (Mc 8.31-33). No alto da montanha, onde Jesus se transfigurou , Pedro, disparou: “Façamos três tendas: uma para ti, uma para Moisés e uma para Elias” (Mc 9.5). Jesus orientou os discípulos a manter sigilo a respeito do que havia acontecido. E quando Pedro garantiu que nunca abandonaria Jesus, o Salvador afirmou que seria negado três vezes pelo apóstolo naquela noite.
Ainda assim, Pedro sempre foi o porta-voz dos discípulos. Quando Jesus reagiu às acusações feitas contra os discípulos por causa de seus hábitos em relação à alimentação, dizendo que “o que entra pela boca não torna o homem ‘impuro’; mas o que sai de sua boca. isto o torna ‘impuro'” (Mt 15.11), Pedro pediu uma explicação. Quando Jesus perguntou  aos discípulos  quem ele era, Pedro respondeu: “Tu és o Cristo”, ou seja, o Messias (Mc 8.29).
Pedro foi separado desde cedo para exercer a liderança. Logo no início de seu ministério, Jesus mudou o nome dele , Simão, para Pedro, a pedra. Ele foi um dos três homens escolhidos para testemunhar a ressurreição da filha de Jairo (Mc 5.37), a transfiguração e a agonia de Jesus no Jardim do Getsêmani (Mc 14.33). E Pedro foi incumbido por Cristo para exercer a liderança.
Pedro aceitou essa responsabilidade. No dia de Pentecostes. a pregação ardente do apóstolo convenceu milhares de pessoas, que se tornaram cristãs. Quando colocado diante do conselho judaico por ter curado um aleijado (At 3-4), a defesa de Pedro fez com que seus acusadores se calassem. Jesus entregou a Pedro as “chaves do Reino dos céus”, e o apóstolo as usou para abrir as portas de vidar eterna aos judeus (At 2), os samaritanos (At 8) e aos gentios (At 10).
Sim, o espírito voluntarioso de Pedro às vezes o atrapalhava. Mas Deus transformou aquela ousadia em liderança ardente e carismática. Sobre a rocha da confissão de Pedro, Cristo ergueu sua igreja.
Bíblia do Homem

Pedro – Um Homem que sujeitou o próprio espírito

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *