Continue a semear, continue a semear

Continue a semear, continue a semear

Isso… é… tão… frustrante!
Você gasta horas e horas com um amigo, ajudando-o com os mesmos problemas de novo e de novo, ajudando-o a carregar sua enorme bagagem emocional. Você diz ao seu filho para não furar o irmão pela zilionésima (1 seguido de, tipo,  infinitos zeros) vez. Você ora desesperadamente pela salvação de seus pais durante cinco, dez, até 20 anos. Você rala muito servindo uma pessoa difícil na igreja.
E, no entanto, apesar de todos os seus esforços, você não vê nenhum fruto. Parece que seu amigo continua carregando a mesma bagagem. Seu filho continua socando o irmão. Seus pais parecem ser ainda menos receptivos ao evangelho do que em anos anteriores. E essa pessoa difícil na igreja continua sendo… vamos ver, como podemos dizer isso? … Difícil. Você está fazendo o seu trabalho, você não é um preguiçoso! (Ver Nosso Querido Bob). Mas não está vendo nenhum resultado.
Qual é o sentido de tudo isso? Por que você deve continuar investindo em uma pessoa quando não vê frutos? Por que deve continuar se dedicando a um relacionamento que simplesmente parece não estar dando certo?
1 Coríntios 15.58 diz:
“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor“
Paulo sabe que seremos tentados a pensar que nosso trabalho é em vão. Um desperdício. Absolutamente inútil. Assim, Paulo nos lembra da verdade. Nosso trabalho para Deus nunca é em vão. Nosso trabalho para Deus nunca é um desperdício. Deus promete que vai usar nosso trabalho, suor e lágrimas para seus propósitos, para trazer-lhe glória. Mesmo que não vejamos resultados, podemos ter a certeza de que Deus está trabalhando. Na maioria das vezes não temos ideia de como Deus está usando nossos esforços. Como Charles Bridges diz:

“Aparência não deve ser a medida do verdadeiro resultado… Pode haver um sólido trabalho avançando secretamente, sem qualquer agitação sensível; como observamos a semente que produz o grão mais pesado repousa por mais tempo na terra. Nem sempre somos os melhores juízes dos resultados de nosso Ministério. (The Christian Ministry, 73)”

Em outras palavras, a nossa percepção do que Deus está fazendo em uma pessoa é muito diferente do que Deus está realmente fazendo nessa pessoa. Pode parecer que nada está acontecendo nela, quando na realidade, Deus está trabalhando em tudo. Não temos ideia do que Deus está fazendo em silêncio, nos bastidores. Não temos ideia de como ele está pressionando, convencendo e moldando a pessoa. Não temos ideia de como Deus está usando nossos esforços para atrair alguém para si mesmo. Nós geralmente não somos os melhores juízes dos resultados de nosso ministério.
Portanto, temos de ser firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra que Deus nos chamou a fazer. Seja firme em criar, instruir e treinar seus filhos, mesmo quando parece que você está em um ciclo de lavagem, enxágue e repetição do ciclo. Seja fiel em ajudar o seu amigo que precisa carregar a bagagem, mesmo que pareça que a bagagem está acumulando! Seja abundante na obra de servir os outros, mesmo quando não há agradecimentos em troca.
Por quê? Porque O VOSSO TRABALHO NÃO É EM VÃO! Deus irá usá-lo. Ele será fiel. Não deposite toda sua fé em resultados visíveis. Não sabemos o que Deus está fazendo. Nós sabemos que nosso trabalho nunca é desperdiçado.
por Stephen Altrogge
Traduzido por Josie Lima | iPródigo.com |

Compartilhar é se importar!

One comment

  • Boa tarde,Este poema foi feito por uma utilizadora da Biblioteca Municipal de Oeiras, a Constane7a, aluna do 3ba ano da EB1 Conde Ferreira.Cumprimentos,Bruno Duarte Eiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *