COMO CONVIDAR E TRAZER CRIANÇAS PARA O CULTO INFANTIL

COMO CONVIDAR E TRAZER CRIANÇAS PARA O CULTO INFANTIL

Infelizmente não tem resposta mágica, nem solução instantânea… Trazer alunos para a Escola Dominical / Culto Infantil é uma tarefa constante, e às vezes cansativa e difícil. Mas você pode fazer algumas coisas:
No mais, sugiro que você…
… não faça um discurso nem ameaças. Evite impor muitas regras (ex. têm q vir todo o domingo; se faltar uma aula perde pontos, etc..).
… use ‘reforço positivo’: quem vem ganha uma estrelinha numa cartela, por exemplo, e no final de tanto tempo, podem trocar as estrelinhas por um brinde ou uma atividade especial; faça um quadro do “aluno do mês” para colocar os nomes e/ou fotos daqueles que vieram a mais de 50% ou 70% dos encontros no mês anterior (comece com um alvo baixo e vá aumentando aos poucos até o quadro ser exclusivo dos que vem a mais de 90%). Faça pequenas apresentações das crianças nos cultos (homenagem ao Dia das Mães, ao Dia dos Pais, etc..) isso costuma motivar as famílias a vir; mas seja comedido, se fizer toda semana “gasta”.
… aprenda os nomes das pessoas: É muito mais fácil se sentir bem e querer voltar num lugar onde as pessoas te tratam com respeito e se dão ao trabalho de saber quem você é.
… faça algumas atividades para familia: Por exemplo, convide os pais a virem com os filhos para um almoço especial só deles ou faça uma atividade de arte para todos juntos (pode ser colagem, pintura, etc..). Uma parte do problema pode ser que os pais não conhecem os professores da ED e não confiam que estas pessoas vão cuidar bem de seus filhos. Se você se apresenta e também aos outros outros professores, convida para verem a sala ou participar da ED com as crianças, você ajuda a tranquilizá-los.
… no meu tempo. Peça ao pastor para fazer uma pregação contando como era no tempo dele de criança – ou de alguma outra pessoa bem conhecida e querida da congregação. Alguém que tenha boas lembranças da ED pode ser convidado a ir a frente falar como era: procure alguém que seja simpático e que vá contar histórias leves e engraçadas sobre como era a ED antigamente. Mantenha a história curta e interessante. Melhor ainda se eles tem fotos ou outros guardados para mostrar (um pastor na minha igreja nos mostrou uma gravura que ele guardava com carinho da sua ED. Eram pequenas folhinhas com com verso biblico e desenho que ele e os colegas colecionavam como se fosse figurinha de álbum).
.. comece! Com três ou quatro alunos mesmo. É difícil trabalhar com grupo tão pequeno, mas faça um bom trabalho e a propaganda boca a boca se encarregará de trazer mais alunos.
… promova amizade: Faça jogos e brincadeiras para as pessoas se conhecerem e fazerem amigos; é muito mais facil voltar a um lugar onde você sabe que vai encontrar aquela pessoa com quem você pode conversar ou brincar. Dê um tempo para o pessoal confraternizar: um cafezinho ou um copo de suco são o suficiente para incentivar o pessoal a ficar mais uns minutos e bater um papo. Tenha alguns ajudantes, pessoas que vão ficar de olho naqueles que estão se sentindo meio inseguros ou constrangidos. Cabe a estes ajudantes se aproximarem, conversarem, apresentarem uns aos outros.
… não desanime É super difícil manter a motivação quando o grupo é pequeno, as pessoas não vêm, não há compromisso. Mas, desânimo é contagiante. A boa notícia é que empolgação e força de vontade também são contagiantes. Se você tem alegria genuína pelo trabalho que está fazendo as pessoas vão perceber e aos poucos se enganjar também.
… ore, ore, ore. Deus abençoa e guia.
Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *