VIVENDO DIFICULDADES FINANCEIRAS

Filip. 4:6,11,13, 19 – Mt. 6: 25,26,33,34

O problema do desemprego está batendo cada vez mais forte na porta de muitos brasileiros. O índice de pessoas desempregadas tem aumentado a cada dia assustadoramente. Lares onde havia certa segurança, certa tranqüilidade, hoje se encontram em clima de incertezas, falta de esperança e até desespero. Diante desta realidade que não se pode fugir é importante estarmos sintonizados na freqüência de Deus. Eu não sei se você já teve esta experiência de tentar sintonizar uma rádio em meio a ruídos, e que por não conseguirmos logo acabamos desistindo. De fato existem pessoas neste mundo que tentam a todo custo encontrar a freqüência de Deus, mas parece que a emissora saiu do ar ou se encontra em manutenção. É como se Deus estivesse mudo ou que estivessem ouvindo sons misturados, chiados apenas.

Deus quer falar conosco nesta oportunidade, por isso devemos estar atentos na freqüência de Deus neste momento:

1. Independentemente de nossa condição financeira Deus é Deus e Ele com certeza têm prazer em se deixar achar por seus filhos.Nos dias em que estamos vivendo de grandes necessidades, de inúmeras provações, de privações, de instabilidade na economia, de incertezas por causa de nossos políticos corruptos é bom lembrar que a maioria do tempo que temos corremos atrás dos problemas e esquecemos que as soluções estão em Deus. As nossas mentes, o nosso tempo, as nossas energias estão totalmente centradas nas coisas que nos cercam e não em Deus que pode resolvê-las. De vez de buscarmos a Deus, o seu Reino e a sua Justiça estamos preocupados em acrescentar coisas, valores, preocupações, ansiedades que nada tem a ver com Deus. Quando o procuramos, na realidade o fazemos quando já esgotamos todas as possibilidades humanas e aí desesperados começamos a correr de um lado para outro, de Igreja em Igreja, de campanha em campanha. Fazemos uma corrente aqui, uma novena ali e vamos nesta lida, de pastor em pastor, de doutrina em doutrina na esperança de ver nossos problemas solucionados.

Agindo desta forma nunca chegaremos a lugar algum. Talvez seja o momento de pararmos de correr para lá e para cá, pois a solução está em nosso Deus.Deus nesta oportunidade está nos dizendo para parar de correr. Não vale a pena nos estressar. O que Deus nos diz neste momento é simples, ou seja: Precisamos acalmar o nosso coração. Entender que não vale a pena viver a única vida que temos nesta terra com ansiedades, com preocupações.

Deus nos mostra em sua Palavra que não devemos ficar ansiosos por coisa alguma. Não vale a pena ficarmos preocupados e a palavra de Deus nos mostra como agir: Filip. 4:6 – “ Pela oração e pela súplica, com ações de graças sejam vossas petições conhecidas diante do Senhor.” De vez de ficarmos desesperados, de vez de ficarmos revoltados, desiludidos, magoados, irados contra Deus ou pessoas que nos cercam. É hora de pararmos, é hora de acalmarmos o coração e entender que no momento não devemos ficar ansiosos. Este sim é o momento de orar, é o momento de clamar e fazer conhecido de Deus os nossos reais problemas, as nossas necessidades.

Além de acalmar o coração é importante entender que:

2. Dinheiro não vai cair do céu.
O apóstolo Paulo nos fala claramente que na vida passamos por privações, por necessidades, mas também passamos por momentos de fartura, de abundância. Precisamos aprender a viver com estas duas realidades que se opõem entre si com paciência, com moderação, com resignação, com alegria em Deus. Agora é importante ir à luta, ficar atento às oportunidades. Elas passam por nossa vida e às vezes não damos conta. O trabalho é importante na vida das pessoas, e muitos, na realidade não querem trabalho, querem emprego. Acomodam-se facilmente, não vão à luta. Outros não estudam, não acham importante o estudo e assim por diante…

O bom é lembrarmos que dinheiro cai do céu, a menos que haja de nossa parte uma sensibilidade de querer mudar esta situação de desconforto temporário e acreditar que Deus nos mostrará um caminho. O que Ele pede somente é que estejamos atentos ao seu sinal, ao seu mover e Ele dirá: “Este é o caminho, andai nele. ”

3. Deus tem prometido em Cristo Jesus, suprir todas as nossas necessidades. Amados, existe uma grande diferença entre pobreza e miserabilidade. As promessas de Deus quanto ao suprimento das necessidades básicas estão com certeza sobre a vida dos pobres e dos ricos, porém a miserabilidade não provem de Deus. A miserabilidade é a condição subumana que a pessoa se encontra por não se arrepender de seus pecados e não se entregar a Deus sem reservas. Deus tem prometido em sua palavra que “o justo não ficará desamparado e nem irá mendigar o pão”. E Deus cumpre aquilo que diz.

4. Precisamos aprender a viver um dia após o outro, unidos em família. Experimentemos levantar cedo e dizermos em nossas orações ao Senhor. “Este é o dia que fez o Senhor, regozijemos-nos nele” Vivamos cada dia, um após o outro. A Bíblia nos adverte: “Basta cada dia o seu próprio mau”.

Nos momentos de crise, nos momentos de indecisões, nos momentos de crise financeira é hora de nossa família ficar em oração, ficar em paz e em harmonia. Infelizmente em muitos lares quando os problemas financeiros chegam, a família fica mais desunida. Podem-se ter momentos difíceis, porém com Deus está a solução, pois Ele nos conhece e a nossa família e sabe o que é melhor para ela. Com certeza Ele vai estar do nosso lado em dias difíceis e em dias alegres de nossas vidas. É hora da família estar unida para vencer todos os obstáculos.

Independentemente de nossa condição financeira Deus é Deus e Ele com certeza têm prazer em se deixar achar por seus filhos. O dinheiro não vai cair do céu, porém Deus tem prometido em Cristo Jesus, suprir todas as nossas necessidades. Devemos aprender a viver a vida que temos um dia após o outro e unidos em família. É a única maneira de sermos pessoas vitoriosas em Cristo Jesus.
Deu
s os abençoe em Cristo Jesus;

TAG: VIVENDO DIFICULDADES FINANCEIRAS 
via: www.idagospel.com

Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *