Preciso aprender amar..

Preciso aprender amar..

Preciso aprender amar..

Preciso aprender amar..

     Quem ao pensar em amor não lembra do texto de 1Co 13, que é retrato por Paulo como o caminho ainda mais excelente? Onde Paulo nos mostra que nenhum sacrifício que fizermos tem valor se não tiver amor, de maneira que, sem amor nada seremos. e cita várias características desse amor como paciência, bondade, não se alegrar com a injustiça, não se orgulhar, não guardar rancor, um amor que tudo espera, tudo crê e tudo suporta. É um amor tão grande, tão grande que não sei descrever…

     Em Romanos 8.28-39 Paulo começa falando sobre o agir de Deus, que Deus age em todas as coisas, e além d agir sobre todas as coisas, Deus age para o bem daqueles que o amam, para os quais Deus tem um propósito que é ser semelhante a Ele. Mas adiante (v32) fala sobre o amor de Deus por nós, através do sacrifício de Jesus, para que pudéssemos nos aproximar novamente de Deus (Jo 3.16), pois o pecado havia nos afastado (Is 59.2). E encerra falando que nada pode nos separar do amor de Deus:

“Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. “
(Romanos 8:38-39)

      E pensando nesse texto de Romanos, percebo que nada, absolutamente nada é capaz de nos separar do amor de Deus, contudo, nós nos afastamos desse amor, por nossas próprias escolhas nossas próprias atitudes, nossas maldades, nossos preconceitos e nossos julgamentos.
     Um amor tão grande assim deveria de alguma forma ser retribuído por nós, somos falhos em amar, como em 1Co 13, o que podemos fazer?

“Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos. (João 14:15)

 “Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros”. (João 13:34)

     Acredito que a melhor forma de demostrar amor a Deus, é através da obediência, é amando não somente Ele, mas a todas as pessoas, independente de como sejam, no que creem, ou das suas atitudes.
   É triste pensar que embora vivamos em um país que é livre para se falar do evangelho, e mesmo aumentando o números de evangélicos, junto a isso aumenta o número de polêmicas em que nos envolvemos, aumenta o número de julgamentos, aumenta o preconceito, aumenta o nosso orgulho em nos acharmos diferente dos outros, por agirmos diferente… e assim diminui o amor.
     Eu preciso aprender a amar…
   

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *