Por que Deus permite tentações em nossa vida?

Por que Deus permite tentações em nossa vida?

Começo esse artigo dizendo que Deus não só permite tentações em nossa vida como também nos leva perante muitas delas. Foi o que aconteceu com Jesus e com Jó. Diz a Bíblia que Jesus “foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.” (Mateus 4.1). Com Jó não foi diferente, ele foi posto diante do diabo pela autorização de Deus: “Disse o SENHOR a Satanás: Eis que tudo quanto ele tem está em teu poder; somente contra ele não estendas a mão.” (Jo 1.12). Essa realidade não temos como questionar. Se passarmos por tentações é porque Deus está autorizando que passemos por elas. Porém, Deus não faz nada sem objetivo. Assim, existem objetivos concretos no fato Dele permitir que sejamos tentados e também no fato de nos levar diante da tentação. Vou listar alguns possíveis objetivos de Deus para permitir as tentações em nossa vida.

Para testar a nossa féJesus teve sua fé testada. O diabo o tentou em todo o tempo para que Ele desistisse de Sua confiança colocada no Pai. No caso de Jó foi a mesma coisa. Deus deixou que fosse testado para anular o “palpite” do diabo de que ele blasfemaria e largaria sua fé. Por muitas vezes, a nossa fé para ter valor, precisa passar por testes, precisa ser aprovada. Um exemplo claro disso foi o povo no deserto, que abandonou sua fé em Deus. Reprovaram no teste. O triste é que muitas vezes o teste nos reprova, porém, existem também aqueles que são aprovados diante da tentação.
Para testar o valor que damos aos nossos objetivos. Jesus tinha um objetivo de vida claro, que era o de morrer pelos pecadores, sofrendo uma morte de cruz. Pois bem, o diabo tentou Jesus a assumir outros objetivos, a abandonar aquilo em que acreditava e para o qual nasceu, a missão que Deus lhe deu. Felizmente Jesus valorizou a Sua missão muito mais que as ofertas aparentemente boas do inimigo.
Para promover o nosso crescimento. As tentações podem funcionar como uma espécie de musculação para nosso crescimento espiritual e como pessoa, isso, claro, se soubermos extrair delas o que Deus deseja que extraiamos delas. Jó, no final de sua terrível tentação, declarou: “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem.” (Jó 42. 5).Podemos encarar essa fala de Jó como um reconhecimento de que a tentação não lhe trouxera apenas sofrimento, mas também crescimento diante de Deus. Talvez esse tenha sido o objetivo de Deus ao permitir o diabo tentar Jó.
Para revelar quem realmente somos. Estar diante da tentação pode revelar quem realmente somos e que tipo de vida realmente temos vivido. Jesus mostrou que tinha uma vida de seriedade perante Deus. Encarou a tentação com jejum e com a palavra de Deus em seu coração. Mostrou quem era e a seriedade de Sua vida com Deus. O mesmo aconteceu com Jó.
Para nos dar a vitóriaAs tentações carregam em si muitos propósitos do maligno. Mas não podemos nos esquecer do que nos ensina a Palavra: “mas onde abundou o pecado, superabundou a graça” (Rm 5 .20). Os propósitos de Deus são maiores do que os do maligno. Assim, a tentação carrega em si também grande oportunidade de sermos vitoriosos. Foi o que ocorreu com Jesus: “Com isto, o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram” (Mateus 4.11). Mas a vitória não é automática ou cai do céu. É preciso suar a camisa e resistir às tentações: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” (Tiago 4.7).
Por:André Sanchez:esbocandoideias.com

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *