Obediência a arte de amar a Deus

 Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado. Tiago 4:17
Por Henry Blackaby
Nunca é coisa pequena saber a vontade de Deus e não fazer. Deus chama
isso de pecado. Podemos nos desculpar pela nossa falta de obediência:
“Só não estou pronto ainda” ou “Mais tarde farei!”, ou “Eu não acho que
fará muita diferença” ou “Não tenho condições!”
Nós raciocinamos. Nós procrastinamos. Entretanto, aos olhos de Deus,
raciocínios e procrastinação não são nada menos do que desobediência.
Às vezes nós nos enganamos com o pensamento de que boas intenções
equivalem a obediência. A conta não fecha. Uma boa intenção sem a
correspondente atividade é desobediência.
Quando Deus nos dá uma direção, não é o suficiente anotar a data em
nossa agenda espiritual, ou até contar aos amigos e irmãos da nossa
“decisão”. O chamado de Deus não é para “tomar uma decisão”, e sim de
obedecer! Tomar a decisão de obedecer não é a mesma coisa que obedecer
(Mateus 21:28-31)!
Afirmar com convicção a necessidade de obedecer não é a mesma coisa que obedecer Lucas 6:46.
Fazer votos, mesmo publicamente, não é a mesma coisa que obedecer ao
Senhor. Substituir nossas próprias boas obras não é a mesma coisa que
obedecer.
Deus mandou Saul esperar até a chegada do profeta Samuel. Ao invés
disso, Saul tomou conta da situação e ofereceu um sacrifício. Saul
descobriu, para sua decepção consigo mesmo, que outros atos de piedade
não podem substituir a obediência a um mandamento claro de Deus (1 Sam
15:22).
Como no caso de Saul, Deus espera que você obedeça tudo, exatamente como
Ele lhe mostrar. Somente a obediencia satisfaz o desejo de Deus por
obediencia!

banner
Receba os nossos estudos em tempo real

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *