O SUICÍDIO DE JUDAS E A VOLTA POR CIMA DE JÓ

…retirou-se e foi-se enforcar”. Mt 27.5b.
Judas Iscariotes, o sobrenome revela sua origem – vindo de Queriote, tirou a própria vida. Por quê? Por que ele se matou? Era covarde? Muito corajoso? Havia desistido de viver? Ou como eu costumo dizer: cansou de respirar?
Este homem andou com o Mestre dos Mestres, com o Deus encarnado, com Seu próprio Criador, o Senhor Jesus. Viu e ouviu coisas maravilhosas sobre amor, perdão, fé… Presenciou milagres e ensinamentos nunca experimentados. Foi advertido pública e particularmente por quem o conhecia no íntimo. Conheceu o autor da vida, contudo buscou a morte.
Será que o que o motivou a trair o Mestre foi a ganância? Mas trinta moedas de prata era pouco, apenas o valor de um escravo, tido como res, coisa. Inclusive, ele tinha a bolsa comum das ofertas e diz a Escritura Sagrada que ele metia a mão no
alheio.Jo 12.6 (Será que aí é que começou sua queda?).
Reveladoramente, a Bíblia diz que foi um demônio (anjo do mal, espírito maligno, coisa ruim, gramunhão, capeta) que o influenciou. Lc 22.3-6. Mas mesmo impelido pelo mal a cometer a traição, e assim acontece com as demais pessoas dominadas pelas trevas, ele teve seu momento de lucidez e consciência da realidade. Então, por que dar cabo de sua existência?
Fica claro no texto bíblico que ele foi tomado pelo remorso (medo da punição por terceiros, auto-punição pela quebra das regras), que difere em gênero, número e grau do arrependimento (mudança de atitude, dor sentida pela dor causada).
Na verdade, ele queria acabar não com a sua vida, mas com a culpa, a vergonha, o medo de encarar os problemas, a acusação de ter traído e matado o Filho de Deus.
Alguém pode dizer que estava profetizada sua morte (a morte do traidor) nos Salmos 69.24-28 e 109.7-18. Confira também At 1.20. Sim, mas Deus também havia dito pelo Profeta Isaías que o Rei
Ezequias morreria(Is 38.1-5) e a sentença foi anulada
sendo que a morte virou vida, de mais quinze anos. Além do mais, talvez ele tivesse tido tempo de ver o exemplo de seu companheiro Pedro, que negou conhecer o Cristo por três vezes, mas buscou arrependimento e perdão. Mt 26.75.
O que passava pela sua mente conturbada? Queria ele morrer?
Não só ele, mastodos os que querem morrer, na verdade, querem viver!!!
Quem pensa na morte, em dormir e não acordar, em se jogar de um prédio ou da ponte, em tomar remédios ou veneno, quer mesmo é se livrar do problema, do passado, de ser confrontado com a verdade, de pedir perdão ou consertar algo que estragou ou fugiu do controle.
É um casamento infeliz, um filho rebelde, uma desonestidade praticada, um emprego perdido ou empresa falida, uma doença incurável ou muito grave e persistente, uma besteira feita num momento de tensão.
Na realidade, o que se quer é decepar a dor, superar o drama emocional ou espiritual, ser feliz, saudável, bem-sucedido, próspero, viver em família, sorrir, amar
e ser amado, ser útil e produtivo, e não morrer!
Dar fim à vida é uma sugestão do inimigo, um pensamento equivocado, uma visão desfocada. Quem está neste estágio tem um grito sufocado na garganta, um desespero inexplicável de viver!
Jó sentenciou: “maldito o dia em que nasci”. Jó 3.3. (leia o capítulo todo). Mas claro: foi abandonado pela sua mulher, perdeu seus filhos, sua saúde e riqueza! O que lhe sobrou? Mais tarde ele viu o que: a vida, o fôlego, a esperança, a fé, Deus! Havia nele a inquietude da dúvida, o vendaval dos questionamentos, o trauma dos por quês!
Após discutir com seus amigos e orar por eles; descobrir seu erro (o medo) e reconhecer a soberania de Deus, pôde desfrutar do melhor desta vida, de tal sorte que escreveu-se dele: “e foi o último estado de Jó melhor do que o primeiro”. Jó 42.12a. (leia o capítulo todo).
Salomão concorda com isso quando diz: “tudo Deus fez formoso no seu tempo”. Ec 3.11.
Amém? Pois agora chegou a sua hora de acalmar o coração e a mente e viver, viver pra valer! Viva a vida!
Jesus te ama e eu também!
se quiser desabafar pode contar com este amigo que lhe escreve.
Fonte: Reflexão Portal  Ograce

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *