O que é autoridade

O que é autoridade

O que é autoridade

O que é autoridade

Em Lucas 10:19, Jesus diz: ‘Eis que vos dei AUTORI­DADE para pisardes serpentes e escorpiões, e sobre todo o PODER do inimigo, e nada absolutamente vos causará dano”.

Quando menciona “serpentes e escorpiões,” Jesus es­tá falando do poder do diabo — demônios, espíritos ma­lignos e todas as suas hostes. Precisamos tomar consciência de que temos autoridade sobre eles!
Será que a Igreja do Senhor Jesus Cristo tem menos autoridade hoje do que tinha no primeiro século? Não seria absurdo o só pensar nisto?
O valor da nossa autoridade repousa no poder que existe por trás dessa autoridade. O próprio Deus é o po­der por trás de nossa autoridade! O diabo e suas forças se acham na obrigação de reconhecerem nossa autorida­de!
O crente que compreende de forma plena que o po­der de Deus é a seu favor pode exercitar sua autoridade e enfrentar o inimigo destemidamente.
O que é autoridade?
Autoridade é poder delegado
Os policiais que comandam o tráfego nas horas de maior movimento apenas erguem o braço e os carros pa­ram. Estes homens não têm o poder físico para parar os veículos, se os motoristas decidirem não obedecer. Mas, não é de sua própria força que eles se utilizam para pa­rar o tráfego; eles são fortes na autoridade que lhes é concedida pelo governo a que servem. As pessoas reco­nhecem essa autoridade e param seus carros. Bendito seja o Senhor, há uma autoridade que nos é delegada pelo Senhor Jesus Cristo!
Paulo disse aos crentes para serem fortes no Senhor, e na força do seu poder (Efésios 6:19). Isso significa que você pode se postar frente ao inimigo, estender sua mão e dizer-lhe que não se aproxime. Use sua autoridade!
Certa vez na Inglaterra Smith Wigglesworth estava em pé numa esquina esperando por um ônibus. Uma mu­lher saiu de um edifício e um cachorrinho veio correndo atrás dela. Ela disse: “Querido, você vai ter que voltar!” O cachorro não lhe deu a menor importância. Só aba­nou o rabinho e se enroscou nela carinhosamente. Ela disse: “Querido, você não pode ir agora!” O cachorrinho abanou o rabo e se enroscou nela novamente.
Nesse momento o ônibus chegou. A mulher então bateu o pé no chão e gritou: “Para casa!” O cachorro, colocando o rabo entre as pernas, obedeceu de pronto.
Wigglesworth disse que gritou sem mesmo pensar: “É assim que temos que fazer com o diabo!”
(Fonte: Texto Extraído do Livro A Autoridade do Crente – Kenneth E. Hagin)

Este artigo pertence ao Sempre Na Benção.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *