O DEUS QUE CUIDA DE TODOS NÓS

1 PEDRO 5.6-11

Qualquer que seja a ordem da sentença não vai alterar a confiança que temos em Deus.
Pedro, que até fraquejou (talvez tenha se esquecido do Deus conosco), nos incentiva a acreditarmos no que ele sentiu e provou.
(v.6) Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte;
1. Pedro diz que devemos nos humilhar diante de Deus (v.6); como amadureceu o nosso querido irmão apóstolo. Quando Jesus quis lavar-lhe os pés, ele não consentiu. Logo depois, queria tomar banho (João 13).
2. Mas a nossa humilhação, segundo Pedro, deve ser sob um maravilhoso lugar: à sombra da poderosa mão de Deus (lembrei-me do Salmo 91). Que gostoso lugar para a nossa humilhação. Bendita humilhação que nos encaminha para a exaltação.
3.Exaltação que é no tempo próprio; no tempo de Deus. Trata-se de coisa theokairótica.
4. Tem que ser no tempo oportuno, pois trata-se de um tempo exato, que não acontece nem antes nem  depois, em nenhuma menor medida de tempo que possamos imaginar. (v.7) lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.
Pedro agora é salmódico: “Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará”. (37.5).
1.A palavra entregar traduzgâlal, que é rolar. Então poderíamos ler: Role o teu caminho sobre o Senhor. Muitas vezes os problemas são tão enormes que não podemos carregá-los, administrá-los ou qualquer coisa que o valha.
2.Pedro diz que devemos lançar; o salmista diz que devemos entregar. Prefiro entender que no final dará no mesmo. O importante é que o problema não fique conosco.
3.Se você jogar tudo sobre Deus, não queira atalhar. Ah, também não diga como Ele deve ou não deve fazer. Não seria sensato de sua parte (de nossa parte).
4.“Porque Ele tem cuidado de vós”. Como é bom sabermos disso. Que o digam os distraídos e aqueles que pensam que atingiram a maioridade, aqueles que se dizem donos dos próprios narizes. Saibam todos: “Deus ‘se importa com aquilo que se passa na vida de vocês’ (Mueller)”.
(v.8) Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar;
1. Pedro aqui falou do que ele mesmo sentiu na pele. Quando devia apoiar o Mestre no cumprimento da missão, deixou-se influencia por Satanás (Mat 16.23);
2.No momento de orar, caiu em pesado sono, deixando o Mestre orando só.
3.A NIBB traduz assim a primeira parte do verso: “Tende bom senso e estai atentos”.Os crentes devem viver em alerta máximo, pois o inimigo não manda e-mail dizendo o dia e hora.
(v.9) ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo.
1. Saber que Deus cuida de nós não deve ser estímulo à negligência, ao desleixo e a manutenção da guarda baixa: sobriedade e vigilância, prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.
2.Pedro não manda que a gente chame o diabo para a briga, assim como
Tiago (4.7), só manda que o resistamos; ao que Pedro acrescenta:
“firmes na fé”
3.Pedro não nos manda praticar outro exercício, que não seja a firmeza na fé. A fé não permite que abandonemos a fé (fé que tivemos quando cremos, e a fé que conservamos porque um dia cremos).
4. Existem crentes sofrendo em todos os lugares do mundo. Não eram apenas os leitores de Pedro que sofriam; os não leitores também passavam pelas mesmas aflições por conta do Evangelho que professavam.
(v.10) E o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, confirmar e fortalecer.
1.O Deus de toda graça não abandona os seus chamados para a vida eterna e, mesmo que haja sofrimento, será por um pouquinho de tempo.
2. O sofrimento cristão não é motivo de desistência, mas de resistência. Deus mesmo se encarrega de nos aperfeiçoar (nos completa); de nos confirmar (nos estabelece, somos ‘concretados’, fixados); e, de nos fortalecer (pela força do seu poder nos anima e capacita).
(v.11) A ele seja o domínio para todo o sempre. Amém.
1. A Deus, que toma para si as nossas ansiedades,
2. Que nos faz, por seu próprio poder, capazes de pela fé, vencermos o maligno;
3. “Domínio para todo o sempre”.
Amém.
Autor: PR. Eli da Rocha Silva 12/07/2009
Igreja Batista em Jardim Helena – Itaquera – S.Paulo – SP
TAG: O DEUS QUE CUIDA DE TODOS NÓS
Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *