Neymar está desviado, afirma Roberto Brum ex-jogador

Neymar está desviado afirma Roberto Brum ex-jogador

Neymar está desviado, afirma Roberto Brum ex-jogador

O ex-jogador Roberto Brum, hoje pastor e treinador do Itaboraí, time da 3ª divisão, declarou que precisa ir a Santos para “retransmitir a palavra de Deus” a Neymar, que jogou junto com o pastor pelo Santos no ano de 2009, frequentavam a igreja e evento evangélicos juntos  e comemoravam gols com dancinhas “em louvor a Deus”.

O pastor considera que o jogador Neymar “se perdeu na vida, se cercando de “falsos amigos” e vivendo em um mundo de faz de conta”. Ao site UOL, declarou: “O Neymar é um menino maravilhoso, humilde, mas que se perdeu. Ele foi afastado do caminho de Deus. Neymar é jovem e rico. Compreendo esse momento em que ele passa, até porque já tive a idade dele e fiz coisas iguais ou piores. Darei o seguinte recado ao Neymar: ‘o vazio que está no seu coração é o espaço que Deus vai ocupar’”.

O ex-jogador afirma ainda sentir falta de ver Neymar fazer comemorações de cunho religioso. “Foi maravilhoso quando eu e Neymar comemoramos cantando o trecho: ‘Para direita, para esquerda. Na minha frente e para trás. Por todo lado sou abençoado’”, lembra Brum. O jovem ídolo já comemorou títulos com uma faixa escrito “100% Jesus” na cabeça e participou de um clip do grupo gospel “Ao Cubo”.

Brum apoiou ainda as declarações de Pelé, que reclamou recentemente de ver  Neymar mais preocupado em aparecer na mídia do que estar bem em campo. “O Neymar vivia na igreja. Agora não sei o que aconteceu com ele. Não estou mais perto dele, então não sei exatamente. O Neymar ainda vai se arrepender e voltará ao caminho do Senhor”, profetizou o amigo.

Toda a família de Neymar frequenta a Igreja Batista Peniel, em São Vicente. Mas seu pastor, Newton Lobato, afirma que Neymar sempre encontra uma maneira de ir à igreja. “Como profissional, diminuiu a frequência por questão natural dos compromissos. Depois dos 17, 18 anos, ele começou a ter um jogo atrás do outro. Ele está no momento dele, muito assediado, não tem tempo quase nem pra ele. Fico alegre quando vejo ele (sic) na igreja. Fico alegre porque sei das dificuldades e ainda assim ele vai pra igreja, fica quietinho ali e depois vai embora”, conta.

Por sua vez, o pai de Neymar defende que seu filho sempre teve presente a religião em sua vida e que não abandonou a fé.

“Você tem que entender como é o crente. Ele acredita em Jesus e quer sempre se manter na casa de Deus. Ele faz isso pra congregar e alimentar seu espírito. Ele sempre quer estar mais perto da palavra de Deus. Isso foi desenvolvido pela gente, isso cabia à gente levar nossos filhos. Essa coisa de crescer espiritualmente”, explica. Embora tenha reduzido a frequência com que vai aos cultos, Neymar continua dando seu dízimo.

Depois de ter um filho fora do casamento, aparecer dando festas com mulheres e bebidas e viver uma fase apagada na Seleção, Neymar só falou sobre igreja este ano após ser chamado de macaco em fevereiro.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *