DONS E CHAMADO!

dons espirituais

dons espirituais

DONS E CHAMADO!

Muitos cristãos ficam angustiados porque não sabem para que Deus os chamou…
Por isso muitos acabam fazendo aquilo que acha bonito o outro fazer…Uns do ministério que mais sofre com isso é o louvor e dança…a intercessão é que menos sofre.

Como há outros que fazem de conta que Deus tem prazer especial em nos chamar para realizar tarefas que não combinam com os nossos dons…
Querer fazer aquilo que não possuí o dom pra fazer , é trazer flagelo ao ministério e a si mesmo!!!
Significa: enfadar; incomodar; aborrecer; importunar; afligir; causar dor; aflição…

A. Deus é quem estabelece alguns na igreja. Há um chamado divino.

1 CORÍNTIOS 12,27,28
Ora, vós sois corpo de Cristo e individualmente, membros desse corpo.
A UNS ESTABELECEU DEUS NA IGREJA, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiros lugar mestres, depois operadores de milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas.

1. Efésios 4.11 diz “Jesus concedeu”. Esta passagem diz “Deus estabeleceu”.
2. Observe que esta passagem de 1 Coríntios chama o Corpo de Cristo de Igreja. A Igreja é o Corpo de Cristo. O Corpo de Cristo é a Igreja.

B. Deus estabeleceu os dons do ministério na igreja — não os homens.
1. Há uma grande diferença entre Deus estabelecer alguém na igreja — e alguém ser colocado pelos homens…O exercício dos dons, deve ter respaldo de Deus!

Quando não acontece a igreja sofre o dano!

2. Um estudo da história da Igreja revela que, ao longo dos séculos, vários grupos têm se esforçado para retomar o que chamam de práticas do Novo Testamento.

A falta do exercício dos dons numa liderança, chama e estabelece pessoas para certos ofícios sem que as mesmas tenham o chamado divino…quando isso acontece a frustração pode impedir que a pessoa realmente exerça o dom ao qual fora criada.

É Deus quem estabelece.!
É Deus quem chama.!
É Deus quem respalda!

B. Você não exerce um dom no ministério só porque você sente que é um chamado santo e gostaria de responder.
É perigoso fazer algo só porque você quer fazê-lo…ocupar uma posição sem o dom é fazer as coisas sem unção!

C. Você não entra no ministério só porque alguém diz que combina com você.
Experiência pessoal: Fui levantada como líder do ministério de louvor por três anos…foram três longos anos de muito flagelo!…Ocupei uma posição que não era minha!
Não tinha o dom para me proteger, e com isso vinha um desgaste, uma frustração…um incomodo na alma!

1. Não vá só porque alguém chamou você.
2. Não vá só porque seu perfil se identifica com aquela função!.
3. Não vá só porque sua vontade é ser e fazer igual a alguém num ministério!

4. Maridos, se vocês forem ministros do Evangelho e tiverem um chamado divino em suas vidas, não tentem chamar sua esposa para o ministério. Deixem  ela ter sua experiência, sua chamada divina…não force algo nela que ela não tem!…é como flagelo espiritual !!!

5. Esposas, se vocês forem chamadas, não tentem fazer de seus maridos os pregadores que eles não são…Deixe-os aos cuidados do Espírito santo…não queira que ele seja o que vc quer que seja!…Dons são individuais e é Deus quem  chama e respalda!!!

6. Há um chamado divino para o ministério. Você deve determinar se ele está ou não em sua vida…Uma avaliação sincera precisa ser feita!
Não tente ingressar no ministério sem o chamamento de Deus…vc pode se perder!.

D. Como você pode distinguir/reconhecer um chamado de Deus?
1. Você terá a convicção no seu próprio espírito….Deus se relaciona com o espírito humano!

Você terá o testemunho no seu próprio coração….aprenda a ouvir dentro de vc e saberá muitas coisas que não saberia por qualquer outro modo!

 E o mais importante, você tem que possuir o equipamento espiritual — “dons do Espírito” — que acompanha o ofício, ou os ofícios para os quais você foi chamado.
Deus não chama ninguém para realizar uma tarefa para a qual Ele não capacitou!

“Deus chama e capacita”…a ordem certa é: Deus capacita e depois chama”!…Quando Deus o chama o dom já deve estar em vc!

.Mas, se você é um cristão mundano — “com um pé dentro e outro fora da igreja” — a sua carnalidade o dominará e você não terá consciência do seu espírito.

Mas, se você é total e completamente dedicado e consagrado a Deus no fazer algo que Ele quer que você faça, você se tornará consciente de algo dentro de você.
Haverá algo dentro de você que o impelirá.

2. Os meios pelos quais os homens são chamados não são impor¬tantes, mas a obediência ao chamado de Deus é importante.
Ex: Moiséis, Gideão, Paulo, Davi, Raabe, Samuel,…

 Algumas vezes Deus move-se de maneiras extraordinárias!
a. Através de Visões
b. Através de sonhos
c. Através de profecia
d. Através de uma voz audível

Maneiras extraordinárias de Deus se manifestar num chamamento, mas não é uma regra!
Muitos direcionados pela sede das suas emoções, espiritualizam seu chamado…suas convicções são no nível da alma!…são como nuvens passageiras…Num mesmo instante que as vemos, logo elas desaparecem…

. Os dons do ministério não são estabelecidos na igreja por meio de profecia. Ela traz uma confirmação dos mesmos, mas é no interior da pessoa que se confirma o dom…e no viver diário esse dom se manifestará!
E quando manifesto, haverá frutos, e  o testemunho respaldará seu chamado!

ATOS 13.1,2
Havia na igreja de Antioquia profetas e mestres: Barnabé, Simeão por sobrenome Niger, Lúcio de Cirene, Manaém, colaço de Herodes o tetrarca, e Saulo.
E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Separai-me agora a Barnabé e a Saulo para a obra a que OS TENHO CHAMADO.

Barnabé e Saulo não foram chamados por profecia. Não foram estabelecidos como dons do ministério por profecia ou pelos homens. Deus só confirmou seu chamado por meio da profecia.

Se uma dada profecia não confirma o que você tem em seu próprio espírito, esqueça-a.
Só Deus pode conceder dons espirituais, e só o Espírito santo pode coloca-los em operação através de vc!…Algumas vezes, o homem é apenas o canal para revela-lo!

3. Perceber uma necessidade não é um chamado para o ministério.
Fui tecladista por quase três anos, havia uma necessidade na igreja em eu que congregava, num curto espaço de tempo estudei e comecei a tocar…só que com o passar do tempo eu não conseguia desenvolver, aprimorar na área da música…foram três anos de muita frustração, de muito choro!…E descobrir que chamado não é funcionar numa área deficiente na igreja!!!

1. Se não formos cuidadosos, cairemos no erro da igreja em geral de chamar/estabelecer ministérios em função da necessidade.  Há um chamado de Deus, dado por Deus apenas.
2.  Como cristãos, se  observarmos uma necessidade, e pudermos supri-las é aceitável ao Senhor, mas isso não deve ser confundido com o chamado de Deus para o ministério…ver uma necessidade é um chamado quando vc tem unção para exerce-lo!

4. A unção evidencia o chamado de Deus.
Quando uma pessoa é chamada para o ministério há uma unção que lhe sobrevém para ocupar o ofício…Há um reconhecimento no Corpo de Cristo!

I. Se Deus  o chamou para exercer um  ministério, a unção vem junto!…
Saber que você é divinamente chamado encerra definitivamente a questão. Não haverá nenhuma confusão quanto ao assunto.
Muitos ministros andam nos altos e baixos das emoções, questionam seus chamados  …porque vivem na dimensão mental, ao invés de andarem na dimensão do Espírito.
São pessoas oscilantes, que buscam o tempo todo uma auto-afirmação!…

A QUEM DEUS CHAMA, ELE EQUIPA!

A. Os dons do ministério são pessoas — pessoas que foram chamadas por Deus para o ministério.
1. Filipe é chamado de evangelista.
2. Pedro é chamado de apóstolo.
3. Paulo é inicialmente chamado de profeta e mestre, e, mais tarde, de apóstolo.

B. Essas pessoas (dons do ministério) a quem Deus chama, Ele também equipa com dons espirituais.
1. Esses ministérios não são baseados em dons naturais, mas sim em dons espirituais, dons sobrenaturais.
a. Não perceber isso leva o ministério e a igreja a saírem do sobrenatural para o natural.

2. Quando uma pessoa é nascida de novo, Deus tem em mente o que Ele a chamou para fazer. Com o novo nascimento, o indivíduo é equipado com certos talentos espirituais para permanecer onde for estabelecido no Corpo de Cristo.

3. O batismo com o Espírito realça estes talentos espirituais.
Experiência pessoal: preguei dois ou três anos sem o batismo do Espírito Santo, no entanto, naquela época, a mesma unção me sobreveio para pregar como vem agora.

4. Deus equipa as pessoas com os dons espirituais necessários, para que as mesmas possam permanecer no ofício em que ele as chamou.
a. O leigo pode ter dons espirituais operando a partir dele. Mas um ministro será equipado para ministrar regularmente com aqueles dons necessários para permanecer no ofício a que foi chamado.
b. Os mesmos dons espirituais operando a nível ministerial trazem uma unção maior do que se operassem ocasionalmente na vida de um leigo.
Ex: Línguas e interpretação ou profecia operando a partir de um dom do ministério trazem uma maior unção do que quando alguém leigo opera nos mesmos dons.

5. A educação é boa — mas necessitamos mais do que educação. A ambição, se for legitimada (quando se busca pelo que Cristo concebeu) é boa — porém precisamos mais do que ambição. Necessitamos de um ministério equipado com dons sobrenaturais.

C. Os dons do ministério consistem não em nome, mas em poder.
1. É fácil chamar a si mesmo de algo, mas isso não fará de você esse algo.
Você pode sentar-se numa garagem e autodenominar-se um carro, mas isto não faz de você um carro.

2. Você pode chamar a si mesmo de um pastor mas isso não fará de você um.
Você pode chamar a si mesmo de um apóstolo, mas isso não fará de você um.
A prova do pudim está no comer. Em outras palavras, o ministério para o qual você é chamado será evidente em sua vida. Você terá a capacitação ou o revestimento divino para ocupar o ofício ao qual foi chamado.

D. Toda operação do ministério vem debaixo do senhorio de Jesus Cristo.
1. Jesus Cristo é a Cabeça do Seu corpo, a Igreja. A Cabeça e o corpo são um só; portanto, Jesus dirige todas as operações de Seu corpo, assentado à direita de Deus Pai.

MARCOS 16.20… E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, COOPERANDO COM ELES O SENHOR, E CONFIRMANDO A PALAVRA com os sinais que se seguiram.

a. Observe que Jesus cooperava com seus discípulos.
b. E cooperava como Senhor deles, e não apenas como ajudador. Embora Ele seja o nosso ajudador, por meio do Espírito Santo, Ele também é o nosso Senhor

2. O Senhor Jesus Cristo é o Cabeça da Igreja.
a. Ele é Aquele que dá.
b. Ele é Aquele que chama.
c. Ele é Aquele que equipa.
d. Vamos deixá-Lo assim fazer.

FIDELIDADE AO CHAMADO
Algumas pessoas que estão no ministério, ou nunca foram chamadas, ou são tremendamente infiéis. Por quê? Porque Deus nunca planejou nenhum fracasso espiritual. Quer sejamos somente membros individuais do corpo de Cristo, quer sejamos chamados para sermos um dom do ministério, Ele nunca estabeleceu alguns para fracassarem e outros para serem bem-sucedidos. Ele planejou o sucesso para todos. Portanto, ou alguns ministros nunca foram de fato chamados por Deus, ou são tremendamente infiéis. Temos que aplicar o chamado de Deus a nossas próprias vidas. Um ministério é como um casamento: precisa ser trabalhado.

A. Estudo. Tempo de preparação nunca é tempo perdido.

2 TIMÓTEO 2.15 (KJV)
15 Estude (a Palavra) para apresentar a si mesmo aprovado por Deus, como obreiro que não tem com o que se envergonhar, que divide (maneja) corretamente a palavra da verdade.

B. Dedicação. Junto com o chamado tem que existir dedicação.

C. Consagração. Junto com o chamado tem que existir consagração.

D. Submissão à vontade de Deus. Junto com o chamado tem que existir submissão à vontade de Deus.
Comentários: Quando começamos no ministério, não começamos no topo. Assim como a subida de uma escada, começamos pelos primeiros degraus. E, às vezes, os primeiros anos do ministério envolvem grandes sacrifícios. Mas se você sabe que o chamado está presente, ficará firme, não importa o preço que tenha que pagar.

Temos que fazer a seguinte consagração a Deus: Para cima ou para baixo, nadando ou afundando, vivendo ou morrendo, ficarei firme, porque Deus me chamou.
Já que você está agindo pela fé, sabe que não irá terminar desse jeito — mas irá parecer assim às vezes. Vai parecer como se você fosse passar por isso tudo — fracassar, afundar e morrer.
Se formos fiéis nos momentos em que as coisas parecem ir para baixo, afundar e estar morrendo, ENTÃO NÓS IREMOS EM FRENTE, PORQUE DEUS NOS CHAMOU.

Exemplo: Há muitos anos, um homem e sua esposa e seus dois filhos pequenos foram para o campo missionário no exterior. Eram missionário do Evangelho Pleno, antes de haver qualquer igreja do Evangelho Pleno lá. Ele me disse que nos primeiros seis meses parecia como se fossem morrer. “Seria muito fácil voltar para casa”, ele disse. “Mas ficamos lá porque sabíamos que Deus nos tinha chamado. E sabíamos o que a Palavra de Deus dizia. Fiz a seguinte consagração a Deus: ‘Ficaremos aqui, mesmo se tivermos que morrer’.”
Eles não morreram. E, antes do término daquele ano, começaram a prosperar financeiramente.
Mas, se não tivessem sido fiéis, nada teria acontecido. Se tivessem murmurado e dito: “Não sei por que isso me aconteceu. Se Deus me chamou, por que Ele não opera?” — então Deus não teria condições de trazer à existência o que Ele tinha para eles, e assim teriam fracassado.

E. Seja uma pessoa íntegra.
1. O Salmo 15.4 dá uma das características de um peregrino espiritual como, … o que jura com dano próprio, e não se retrata.
2. Pessoas que têm o chamado de Deus em suas vidas, e são pessoas de integridade, honestas e sinceras, permanecerão fora de suspeita e inabaláveis.

F. Desenvolva-se. Amadureça. Cresça.
1. Os ministérios são desenvolvidos. Leva tempo para desen¬volver um dom ministerial.
2. Leva tempo para as pessoas tornarem-se equipadas para fazer o que Deus quer que façam. Elas devem não somente ser equipadas, como também devem amadurecer natural e espiritualmente.

3. Normalmente as pessoas começam numa área do ministério diferente daquela que Deus as chamou.
a. No capítulo 13 de Atos, Saulo (Paulo) é citado como um dos cinco profetas e/ou mestres da igreja em Antioquia. Mais tarde, no Novo Testamento, ele é chamado de apóstolo. Mas ele não começou no ministério apostólico. Ele começou como um profeta e como um mestre.

b. Filipe começou no ministério de socorros (Atos 6.1-6 ). Ele foi fiel naquele ofício. Mais tarde foi levado para o ofício de evangelista (Atos 8.5-7; 21.8 ).
c. Se Deus o chamou para ser um pastor, você não começará pastoreando uma igreja de 2000 pessoas. Você não saberia como realizar esta tarefa. Você começará com um pequeno rebanho, ou como um auxiliar, ou como um pastor assistente, ou como um pastor de jovens, etc.

d. Deus pode tê-lo chamado para ser um evangelista. Mas você não começará pregando para 5000 pessoas. Poderá começar pregando para 5 pessoas.
e. Não despreze os pequenos começos (Zc 4.10).

4. Gaste tempo para esperar e descobrir o que Deus quer que você faça. Permita que Deus faça de você o ministro que Ele quer que você seja.
a. Não diga: “Eu escolhi este ofício.” A escolha não é sua. É Deus quem estabelece as pessoas nos ofícios dos dons ministeriais.
b. Não tente ser como outra pessoa. Seja você apenas. Tome a verdade da Palavra de Deus que é revelada para você e deixe que Deus utilize sua personalidade para injetá-la. Então ela se torna a sua mensagem.
c. Não diga: “Sou um mestre.” Pare e descubra o que você é ou não.
d. Só porque você teve uma revelação ou profetizou, não diga: “Sou um profeta.”
Muito provavelmente você não o é.

Mesmo que seu chamado fosse ser um profeta, você não entraria ali imediatamente, pois não seria capaz.
Deus não viola suas próprias regras. Sua Palavra diz para não colocar um novo convertido no ofício de diácono (1 Tm 3.6 ). Deus não colocará um cristão imaturo ou um pregador imaturo no ofício de profeta.
e. Cresça e desenvolva-se espiritualmente antes de tentar certificar-se e apregoar em qual ofício você está.

f. Se Deus lhe chamou e lhe estabeleceu em um ofício, você não terá que apregoá-lo de qualquer maneira. As pessoas acabarão por descobrir. Se não descobrirem, não é o seu ministério.

g. Se o seu ministério está num estágio embrionário, será desenvolvido se você for fiel.
h. Identifique se o chamado de Deus está presente. Então seja fiel na obra de Deus, no local em que você estiver (pregar e ensinar é sempre correto). Quando você tiver atingido certo nível de maturidade, tanto mental quanto espiritual, Deus o fará saber qual é o seu chamado.

5. Gaste tempo para esperar em Deus. Gaste tempo para orar e jejuar. Gaste tempo para buscar a perfeita vontade de Deus para sua vida e ministério.
(Se você não está na perfeita vontade de Deus, você está num lugar onde o diabo pode atacá-lo. Se você está num lugar que não é a perfeita vontade de Deus, é difícil reivindicar o que lhe pertence de melhor.)
a. Esteja com as linhas de comunicação abertas com Deus.

Se você entrar em outro chamado, em outra área do ministério, e não estiver com as linhas de comunicação abertas entre você e o Céu, Deus deixará você ir e você sofrerá as conseqüências de estar fora da perfeita vontade de Deus.
b. Quando você está na vontade permissiva de Deus, algo irá parecer não estar bem com você. Você o perceberá. É como se lavar as meias com os pés dentro.

G. Não se intrometa no ofício errado.
1. Penso que uma das coisas que mais bloqueiam as pessoas no ministério é quando tentam ocupar o ofício errado. E o mais trágico é que as pessoas vivem e morrem sem nem mesmo saber que estavam no ofício errado.

2. Isto pode custar o seu ministério.
a. Charles Finney foi o maior ganhador de almas e evangelista desde os dias do Novo Testamento. Quando tinha por volta de 80 anos, escreveu: “Sei de muitas coisas, mais profundas em Deus, que seria capaz de ensinar. Mas se ensinasse essas coisas,perderia a capacidade de ganhar almas.”
Por que não podia ensinar essas coisas, mesmo tendo o conhecimento delas? (É evidente que poderia compartilhar estas coisas com alguns indivíduos em particular, mas não devia ensiná-las na igreja como um todo.) Pois este não era o seu chamado. Deixemos os mestres fazê-lo. Seu chamado era para ganhar almas. Se entrasse no ofício errado, deixaria de ser uma bênção.

3. Ingressar no ofício errado pode custar a sua vida.
a. Os ofícios de Deus são santos. No Antigo Testamento, se outra pessoa que não fosse o Sumo Sacerdote entrasse no Santo dos Santos, cairia morto instantaneamente. Pois teria entrado em ofício alheio.
b. É perigoso brincar com coisas santas.
c. O chamado de Deus é santo.
d. O ministério de Deus é santo.

H. Desenvolva o seu caráter.
1. Mais é requerido daqueles que são separados para um ofício.
2. Seja sempre alguém exemplar.
3. Seja honesto aos olhos dos homens.
4. Ocupe o seu lugar com dignidade.
Se você é chamado por Deus para ocupar um ofício, aquele ofício requer respeito. Se você tem respeito pelo ofício que ocupa, então também ensinará as pessoas a respeitarem aquele ofício.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *