DEUS NÃO PRECISA DO SEU MUITO OBRIGADO , MAS RECEBE SUA GRATIDÃO…

DEUS NÃO PRECISA DO SEU “ MUITO OBRIGADO “ ,
MAS RECEBE SUA GRATIDÃO…
            A época do Natal é uma excelente oportunidade para a reflexão, e confesso que nestes últimos meses tenho refletido bastante por conta de estar à frente do Ministério Cristo Vive.
            Também confesso que nunca havia me passado pela cabeça constatar a ingratidão de uma boa parcela do povo de Deus.. e ainda mais, se me perdoarem a expressão, da “ cara-de-pau “ de alguns que ainda se acham no direito de se queixar de qualquer coisa da parte de Deus, da Igreja ou dos irmãos em Cristo…
            Como posso aceitar de bom grado que um irmão ou irmã, persiga a bênção de Deus para uma cura ou um grave problema em sua vida, seja familiar ou financeiro, e, ao receber a sua bênção vai à frente da igreja e testemunha aos prantos e dá ao Senhor Jesus um “ Muito obrigado “ cheio de emoção e regado à lágrimas e, logo após, deixa de frequentar aos cultos e não procura o Senhor para mais nada…
            Preciso deixar registrado para estes irmãos que DEUS NÃO PRECISA de Testemunhos emocionados e molhados por lágrimas e muito menos do seu “ MUITO OBRIGADO “, aliás, ele abomina tudo o que sai pela boca e não vem do coração … Diz a Palavra de Deus:
ISAÍAS 1.11-13 E 15-17
De que me serve a mim a multidão de vossos sacrifícios, diz o SENHOR? Já estou farto dos holocaustos de carneiros, e da gordura de animais cevados; nem me agrado de sangue de bezerros, nem de cordeiros, nem de bodes. Quando vindes para comparecer perante mim, quem requereu isto de vossas mãos, que viésseis a pisar os meus átrios? Não continueis a trazer ofertas vãs; o incenso é para mim abominação, e as luas novas, e os sábados, e a convocação das assembléias; não posso suportar iniqüidade, nem mesmo a reunião solene…. Por isso, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei, porque as vossas mãos estão cheias de sangue. Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer mal.
Aprendei a fazer bem; procurai o que é justo; ajudai o oprimido; fazei justiça ao órfão; tratai da causa das viúvas.
                É muito triste quando as pessoas que recebem suas bênçãos deixam de procurar ao Senhor… e, apesar de “ agradecerem “  não se mostram gratos ao Senhor e não demonstram fisicamente essa gratidão se engajando na obra e trabalhando para ELE… Pessoas que não são nem capazes de entregar sua vida… quanto mais seu Dízimo… Às vezes tais pessoas receberam suas bênçãos em igrejas que, apesar de precisarem de ajuda, deixam de pedir por si para pedir por elas e, ao final, estes se vão, sem ao menos terem abençoado à obra…
                Quem dera se todos quantos recebem suas bênçãos também abençoassem a obra que os ajudou em oração… por quantos nossa Igreja jejuou e orou, fez campanhas e mencionou ao Senhor particularmente, nome por nome … o Senhor Jesus e a Igreja não merece sua ingratidão, mas saiba que irás colher o que plantastes e sua colheita com certeza será na mesma proporção de sua ingratidão… que pena… o Senhor te ama tanto… converta-se…
Reverendo Luiz Tamburro

DEUS NÃO PRECISA DO SEU MUITO OBRIGADO , MAS RECEBE SUA GRATIDÃO

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *