• Página inicial
  • /
  • Artigos
  • /
  • A verdadeira evangelização não é uma pregação. É uma maneira de vida do cristão.

A verdadeira evangelização não é uma pregação. É uma maneira de vida do cristão.

A verdadeira evangelização não é uma pregação. É uma maneira de vida do cristão.

O comportamento, a conduta moral, a escolha de suas companhias, suas ações e expressões surtem mais efeitos do que uma mensagem meramente transmitida pela fala. Seus atos falam mais que suas palavras. Por isso que suas palavras precisam estar de acordo com sua maneira de viver; com o que você é de fato. E não precisa dizer quem você é.. as pessoas em sua volta, falará por você. O evangelho precisa ser vivido e não apenas pregado. Aquele que nega o evangelho em suas ações e tenta mostrar apenas na pregação, torna-se um falso profeta. O falso profeta não vai passar impune pela vara da ira de Deus. Cuidado com o que prega para os outros viverem. Viva você o que prega. Surtirá maior efeito. A vida do verdadeiro servo do Senhor, deve ele mesmo, ser o espelho do seu falar. A falta de uma boa conduta espiritual do crente, tem posto em risco o plano de salvação para a vida de alguém que deseja conhecer Cristo e que  pode ter essa chance através de uma amizade com você.  Até mesmo dos que já O conhece, mas tem uma fé ainda imatura,  precisa ver no cristão com mais tempo no evangelho, um exemplo de fé e retidão. Muitos que são chamados para participar da redenção de Jesus Cristo, por falta de um bom testemunho dos que já estão nesse caminho, acaba por afastar-se da igreja. Decepcionados eles identificam aquele cristão como quem diz o que não faz e faz o que não diz. Vergonha!!   Veja:” Qualquer, porém, que fizer tropeçar a um destes pequeninos que creem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e fosse afogado na profundeza do mar.” Mateus 18-6. Foi o próprio Jesus quem falou isso. Esse versículo nos mostra a preocupação de Cristo em observarmos como devemos nos portar e proceder. A bíblia diz que Saul temia sobremaneira a Davi pela maneira  prudente  como este se conduzia na casa do rei. ISamuel 18-29

Quando espremido pelas diversas atrocidades do deserto, o verdadeiro cristão tem de promover admiração nos ímpios, seja pelo bom perfume de Cristo que exala nestas situações, seja pela beleza emanada por ele no ambiente em que vive, graças à sua firme convicção no Salvador! Aleluia!

Graça e paz da parte de Deus e da do Senhor Jesus!

Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas!

Maranata! Ora vem Senhor Jesus!

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *