Artigos em Destaque

Seria a galinha pintadinha do mal?

Seria a galinha pintadinha do mal?

Seria a galinha pintadinha do mal?

Seria a galinha pintadinha do mal?

Tema: QUANDO OS PAIS NÃO TÊM TEMPO PARA EDUCAR SEUS FILHOS, O SUBSTITUTO ENTRA EM AÇÃO GOSTARIA DA ATENÇÃO DE VOCÊS PARA LEREM ESSE POST ATÉ O FIM. Abaixo está na íntegra o relato de uma mãe que teve experiências terríveis com seu filho por causa da Galinha Pintadinha. Vejam: “Meu filho tem sete meses e meio e meu sobrinho vai fazer 10 meses. Como toda boa mãe procura sempre agradá-los em tudo. Um dia ao perceber o quanto gostavam de assistir a Galinha Pintadinha passamos a deixá-los ver todos os dias, pois era um alívio quando ouvíamos o tal pó, pó, pó. Crianças hipnotizadas sem dar um pingo de trabalho. Meu filho tinha aquela enorme galinha pintadinha de pelúcia e só de ver já começa a rir. Com gripe, bronquite, laringite, faringite, suspeita de pneumonia e asma, precisávamos fazer inalação nos dois bebês e só aquietavam ao som da Galinha Pintadinha. Um dia, porém meu irmão chegou a minha casa dizendo que um dos personagens da turma, o mestre André, é uma ilustração do próprio Zé Pelintra, pesquisem e verão que se trata da mesma pessoa. Comecei a procurar tradução pra uma música que sempre me deixou desconfiada, cujo nome é ‘FLI FLAI FLU’ foi então o espanto, ao buscar a tradução descobri que em quase todos os idiomas FLU significa gripe e em vários outros idiomas nem mais utilizados como o latim, as palavras têm traduções as que se referem, ou seja ’FLI FLAI FLU’ significa ‘VOA GRIPE PELO AR’. Ainda tenho pesquisado, o que tem me escandalizado ainda mais. Porem aqui em casa não entra mais Galinha Pintadinha. Parem pra pensar no que mudou na vida de vocês desde a chegada dessa maldita turma, as músicas que descobri até agora são: Mestre André, Pai Francisco, FLI FLAI FLU e a dos elefantes, reparem que depois de cantar dos 10 elefantes uma voz diz: ai que inferno. Depois de orar e repreender, a paz voltou a minha casa. Não precisam acreditar basta pesquisar como eu fiz o que seus filhos têm visto e ouvido! Vale à pena e não custa. Fica a minha dica. Que Deus possa ser a paz das nossas casas, e que todo mal lançado sobre nossas crianças seja repreendido em nome de Jesus” Pois bem, queridos, vamos analisar agora alguns pontos: O homem, culturalmente e historicamente, sempre foi o provedor de sua casa e a mulher sua auxiliadora cuidando das tarefas do lar e da criação dos filhos. Fazendo uma breve análise, percebemos que este modelo tradicional se conduziu até os anos 70, quando era ainda comum à mulher casar-se e cuidar exclusivamente de todas as tarefas inerentes ao lar. Com a expansão da comunicação, o crescimento da mídia, da internet e a transformação do sistema em geral, o consumo aumentou drasticamente. Paremos para pensar que 40 anos atrás, por exemplo, as famílias não tinham gastos com seguro de carro, conta de celular, internet, TV por assinatura ou tampouco gastos com prestações advindas da compra de objetos de consumo ou dívidas, etc. Mas o que quero abordar é que tudo isso gerou um aperto na economia familiar impedindo que o homem fosse único provedor do lar. O mercado de trabalho abriu uma gigantesca porta para as mulheres, que abriram mão do seu reinado no lar para assumirem todos os tipos de profissões a fim de ajudarem seus maridos no sustento da casa. Com a ausência da mulher dentro de casa, entraram os educadores substitutos dos filhos que são a internet, televisão e os jogos eletrônicos. Sabemos também que maioria das crianças passa a maioria do tempo de suas vidas em creches e escolas, sendo educados por professores que, por mais excelentes educadores ou responsáveis que sejam, jamais poderiam ocupar lugar dos pais nos princípio da criação dos filhos. Ressaltando que dentre todas as atividades e diversões de uma creche ou escola está incluído o período de assistir desenhos, dos quais predomina atualmente o da famosa Galinha Pintadinha. Pense quantos pais saem de manhã de suas casas, na correria do dia-a-dia, juntamente com seus filhos, que são deixados como um ‘pacote’ na creche ou escola e, ao término de um dia exaustivo, os pais voltam lá, buscam aquele ‘pacote’ e levam para casa. Ao chegarem em casa assumem afazeres do lar e as coloca de frente à televisão para assistir desenhos ou jogar jogos eletrônicos. A esposa prepara o jantar o esposo vai preparar as coisas para o próximo dia de trabalho, navegar na internet, assistir telejornais ou fazer qualquer outra coisa, menos o primordial que é dar atenção para os filhos. Isto vai se repetindo dia após dia. Aos finais de semana se envolvem com diversas tarefas como fazer faxina na casa, fazer comida, ir ao salão de beleza, mercado, futebol, visitar os pais. Quando cristão inclui-se ainda escola dominical, atividades na igreja, culto, etc. Saiba que toda essa carga e pressão são transmitidas aos filhos, que sofrem com carência, pois têm os seus momentos com os pais substituídos pela diversão eletrônica de jogos e desenhos animados. A mídia por sua vez, com toda a sua má intenção, trabalha para ‘viciar’ as crianças nestes entretenimentos. É preciso ter tempo para os filhos, dar a eles atenção, parar para conversar, dialogar, levá-los para sair e não apenas distraí-los com a televisão, como muitos pais fazem. Cada criança possui características individuais, e somente na Bíblia encontramos as condições de suprir as suas necessidades. Os pais cristãos têm obrigação de viver piedosamente e praticar a Palavra de Deus. Há um propósito divino para cada criança que vem ao mundo. Não ter tempo para os filhos é o mesmo que cometer um aborto, pois está ‘matando’ uma criança, conduzindo-a ao caminho errado. O Senhor Deus diz em Sua Palavra: “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou conhecimento”. (Oséias 04:06a). Lembre-se também que Jesus disse: “Deixai vir a mim os pequeninos e não os impeçais, porque dos tais é o Reino dos céus”. (Lucas 18:16). Só quando os pais seguirem os caminhos, os mandamentos e ensinarem aos seus filhos é que desfrutarão a plena benção de Deus. A Palavra de Deus diz: “Eis que os filhos são herança do Senhor”. (Salmos 127:03-a) Reflita nesta mensagem e veja bem como você tem criado e o que você tem permitido ou incentivado o seu filho a assistir. Eu abençôo você e a sua família em o Nome do Senhor Jesus. Ev. Luiz Mulinari e Miss. Andréia Gouvêa Mulinari Ministério de Família.

Por gentileza Compartilhe. — com Débora Prates Dos Reis.



Meu nome é Júlio Fonseca sou Pastor da Igreja de Deus no Brasil na pequena cidade de Anhanguera/Go. Usando a internet para levar a palavra de Deus a todos. Com paz, amor e respeito.

Compartilhe esta postagem

Compartilhe no Facebook

8 Respostas para “Seria a galinha pintadinha do mal?”

  1. Adriano disse:

    Com todo o respeito. Nunca vi tanta besteira escrita em um texto. A princípio imaginei que fosse piada.

    • Tânia disse:

      Concordo com você Adriano. o Mesmo que fizeram com os desenhos e filmes da Disney, muita besteira….

    • Zadoque disse:

      Adriano e Tânia: Não sejam precipitados nos seus julgamentos. Pois, sou pesquisador evangélico, e desde os anos 80 tenho acompanhados casos semelhantes a estes. E guardo os materiais sobre esses casos. Fui um estudioso de ocultismo antes da minha conversão (que aconteceu em 1979). Além disso, pratiquei o ocultismo e experiências paranormais. Casos como Galinha Pintadinha, Disney, músicas Rocks etc. são mais comuns do que pensa. NINGUÉM GANHA A FAMA NAS MÍDIAS SEM TER DE PAGAR UM PREÇO POR ISSO. E muitas vezes esse preço é simplesmente diabólico. Pois, uma minoria poderosa domina as mídias e outras estruturas da sociedade. Se Deus permitir, devo postar artigos referentes ao assunto no meu site: http://zadoque.com .

  2. lucas disse:

    Olha eu acho isso uma falta de respeito com outras religiões pq do mesmo jeito que vc tem sua religião eu tbm tenho a minha. N acho justo vc ficar dizendo que isso e coisa do demonio pois vc escutou varias músicas dessas quando era criança e outra hj em dia todos fazem suas escolhas pois as vezes as crianças ficam admiradas n com a música e sim com as cores .. como DEUS falou somos livres para ter livre arbítrio.

    • Zadoque disse:

      Lucas, fazer observações e críticas sobre outras religiões não é necessariamente ofensivas. Principalmente quando tem a intenção de alertar. Pois, o próprio senhor Jesus fez isso com os religiosos da época, e não significou que ele estivesse pregando o ódio ou a intolerância. Ao contrário, ele deixou claro como exemplo para que nós seguíssemos. Pois, o mundo jaz no maligno (I João 5:19), o que significa que o diabo domina o mundo (no momento). É uma questão de crença, e expressá-la não é crime. Principalmente quando na visão de uma crença, as religiões são as estratégias que Satanás usa para desviar as pessoas do Evangelho. Em muitas passagens da Bíblia isso é deixado claro. Evidentemente que isso é uma questão de crença, e temos o livre arbítrio para a escolha. Nesse caso, entra um comentário que ouvi faz um tempo: “Temos o livre arbítrio para decidir e escolher. Porém, tornamos escravos das nossas decisões, e sofremos as suas conseqüências”.

  3. ana laura disse:

    olha gente eu fui no google tradutor e pus la fli flu flai e deu foi f=gripe harmonizada eu sou criança entao eu nao sei oq e harmonizada mas eu acho q nao nada de mal

    • Gabriela disse:

      Você deveria pesquisar direitinho lá o que é gripe harmonizada.. Pra mim é uma grave doença, e até chega a matar se vc não se cuidar….. Eu tbm sou criança mais entendo mto bem as coisas

  4. marcela disse:

    tudo que é exagero não é bom! televisão demais não é bom, mas andar de bicicleta, brincar de bola é bom

Faça uma Réplica

© 2014 Ida Gospel. Todos os direitos reservados. site Admin
subir