Artigos em Destaque

MEDITAÇÃO NA PALAVRA DE DEUS

CONVERTEU-SE UM BÊBADO EM VILA FORMOSA
No dia 29 de agosto de 1965, o pastor da Igreja de Vila Formosa, SP, preparava-se para a cerimônia de batismo. A igreja estava em festa. Dentre os candidatos, uma senho­ra e a sua filhinha de doze anos. O marido estava do lado de fora da igreja, embriagado. Ele não concordava, absolu­tamente, com o batismo da esposa e da filha. A cada ins­tante mandava um recado para a mulher: “Não caia na ‘besteira’ de se batizar que vai levar uma grande surra quando chegar a casa.”
Depois:
- Chame a minha mulher, que eu não quero que ela se batize.
A mulher tremia. A filhinha chorava. Mas estavam de­cididas. Elas confiavam em Deus. Deus não haveria de permitir uma tragédia como o marido prometia:
- Sei que vou apanhar quando chegar a casa!…
Segunda-feira o marido foi trabalhar, já curado da be­bedeira. Não conseguiu ficar o dia inteiro. Ao meio-dia, pe­diu saída e foi procurar na Bíblia a razão da resistência da mulher e da filha. Mas Deus tocou também no seu cora­ção. Jogou fora o cigarro, deixou a bebida e, no domingo seguinte, mais um crente foi matriculado como aluno da Escola Dominical.
“Porque não me envergonho do Evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê” (Rm 1.16).
A PRISÃO DE JOÃO BUNYAN
Filho de pais humildes, nasceu em Elstow, Bedford, In­glaterra, em 1928, o menino João Bunyan. Levava, quando moço, uma vida dissoluta, até que um dia se converteu. Depois de sua conversão, tinha verdadeira obsessão de pre­gar o Evangelho, e começou a faltar aos cultos regulares de sua igreja, o que era proibido na época.
Um dia Bunyan foi preso e condenado. A acusação: ter diabólica e perniciosamente se ausentado da igreja, pro­movendo reuniões e ajuntamentos ilegais. O juiz leu a sen­tença:
- Tens de voltar à prisão onde ficarás por três meses. Se não tomares a freqüentar a tua igreja, e se não desistires das tuas pregações, serás banido do reino, para onde, vol­tando sem licença do rei, serás enforcado.
A resposta de João Bunyan não se fez esperar:
- Se eu saísse da prisão hoje, pregaria amanhã com o auxílio de Deus.
Os amigos, a mulher, nem os rogos de uma das filhas de Bunyan, que era cega, comoveram as autoridades.
Sua mulher era retraída, mas ousadamente peticionou em Londres em favor de seu marido. Só o libertaram com uma condição: era que o marido deixasse de pregar.
- Meus senhores – respondeu a mulher, conhecedora que era do temperamento e vocação do seu marido -, ele não poderá deixar de pregar enquanto tiver voz para falar.
Assim Bunyan ficou preso durante doze anos, enquanto escrevia a jóia da literatura universal que é O Peregrino.
“E, chamando-os, disseram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem, no nome de Jesus. Respon­dendo, porém, Pedro e João, lhes disseram: Julgai vós se é justo, diante de Deus, ouvir-vos antes a vós do que a Deus. Porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido” (At 4.18-20).
A CONVERSÃO DE PEDRO VALDO
Conta-se que Pedro Valdo, rico mercador lionês, aban­donou tudo para fundar a seita dos “pobres de Lyon”, que mais tarde foram denominados “Valdenses”, dos quais existem ainda muitos seguidores na Itália e na América do Sul.
Participava ele de um banquete no fim do Século XII, onde imperava grande orgia, quando repentinamente um dos seus companheiros sentado à mesa, abaixou a cabeça e morreu fulminado. Valdo, amedrontado, correu para a sua casa e dedicou-se à leitura da Bíblia. Deparou-se então com o texto de 1 aos Tessalonicenses 1.9, que muito o im­pressionou. “… como vos convertestes dos ídolos a Deus, para servir ao Deus vivo e verdadeiro…”
“Mas confesso-te isto: que, conforme aquele caminho
que chamam seita, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo tudo quanto está escrito na lei e nos profetas. Ten­do esperança em Deus, como estes mesmos também espe­ram, de que há de haver ressurreição de mortos, assim dos justos como dos injustos. E por isso procuro sempre ter uma consciência sem ofensas, tanto para com Deus como para com os homens” (At 24.14-26).
ABANDONOU TUDO POR AMOR DE JESUS
Chama-se Alda Severino da Silva a jovem riogranden-se-do-norte que abandonou tudo por amor a Jesus. Ela tra­balhava em Natal, no bairro do Alecrim. Um dia chamou o seu patrão e disse:
- Quero minha conta.
- Por quê? – perguntou “seu” Agostinho.
- Vou voltar para casa dos meus pais. Tenho uma mis­são a cumprir.
O patrão e os colegas ficaram atônitos. Uma moça tão bonita que poderia candidatar-se a miss Brasil. Meiga, amável e amiga de todos. Não era possível!
Mas Alda estava firme no seu propósito. 0 Senhor a chamara para trabalhar em outra seara.
Alda é filha de crentes mas só agora se converteu. Foi isso que causou admiração a todos. Para o padre da paró­quia, cujo nome não queremos revelar, “trata-se de um caso que merece tratamento psiquiátrico”. E com a ironia que parecia fazer questão de mostrar, o padre acrescentou: “Talvez essa jovem não esteja se alimentando bem”.
“Se anuncio o Evangelho, não tenho de me gloriar, pois me é imposta essa obrigação, e ai de mim, se não anunciar o Evangelho” (1 Co 9.16).
JESUS TAMBÉM CONVERTE PADRES
O padre Olegário de Oliveira era famoso na região pelo seu amor à missão que cumpria com denodo. Um dia, pas­sando pela cidade um colportor, vendeu muitas bíblias, mas o padre conseguiu recolher todas elas. Queimou-as to­das, menos uma, que guardou para satisfazer sua própria curiosidade.
Dentre os seus paroquianos havia um beberrão invete­rado a quem o padre já tentara ajudar por todos os meios. Tudo em vão. Um dia o beberrão se afastou da cidade. Vol­tou alguns meses depois. 0 bom padre no exercício do seu ministério, foi fazer-lhe uma visita. Notou logo a grande mudança que se operara nele. É que ele tinha deixado de beber. O padre quis saber. Disse:
- Como é, amigo? Eu fiz tudo para você deixar de beber e não consegui. Agora vejo-o aqui tão sóbrio. Confesso que não entendo.
- Um momento! – respondeu o ex-beberrão.
Foi ao seu quarto e voltou com um exemplar da Bíblia. A seguir, contou a sua história: Quando saiu da cidade foi trabalhar com um moço crente. Este deu-lhe uma Bíblia e apresentou-lhe Cristo, ao qual ele logo aceitou.
Arrematou:
- Jesus perdoou os meus pecados e salvou a minha al­ma, além de me livrar do vício da bebida.
Voltando para casa, o padre pegou a Bíblia que tinha poupado do incêndio e passou a lê-la com regularidade. Em pouco tempo abandonou o sacerdócio, mudou-se para São Paulo, e, tendo-se convertido, batizou-se por imersão.
“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho” (SI 119.105).
SÓ DEUS PODE PERDOAR PECADOS
A igreja tinha um trabalho marcado na praça para as quinze horas. Os crentes saíram com cinco carros lotados, equipados com aparelhagem de som, instrumentos musi­cais e muito entusiasmo. Instalaram-se no coreto próximo a uma capelinha onde também, à tarde, seria celebrada uma missa.
O pregador leu os textos bíblicos em Marcos 2.7 e 1 Ti­móteo 2.5: – “Por que fala assim este homem? ele blasfe­ma! quem pode perdoar pecados, senão um só, que é Deus?” e “Porque há um só Deus e um só Mediador entre Deus e o homem, Jesus Cristo, homem…”
Terminados os trabalhos houve um encontro. Padre e pastor:
- Onde se encontram as passagens que o senhor leu em sua pregação? – perguntou o padre.
O pastor, abrindo sua Bíblia, mostrou-lhe os textos.
O padre parecia não acreditar no que os seus olhos esta­vam vendo. Disse que ia consultar a sua própria Bíblia e analisar se as coisas eram assim mesmo…
“Qual é mais fácil? dizer ao paralítico:^ Estão perdoa­dos os teus pecados; ou dizer-lhe: Levanta-te, e toma o teu leito, e anda? Ora para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder para perdoar pecados (disse ao paralítico). A ti te digo: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa!” (Mc 2.9-11).
TAG: MEDITAÇÃO NA PALAVRA DE DEUS
Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca



Meu nome é Júlio Fonseca sou Pastor da Igreja de Deus no Brasil na pequena cidade de Anhanguera/Go. Usando a internet para levar a palavra de Deus a todos. Com paz, amor e respeito.

Compartilhe esta postagem

Compartilhe no Facebook

Faça uma Réplica

© 2014 Ida Gospel. Todos os direitos reservados. site Admin | Desde Fev/2006
Administrado por: Pastor Júlio Fonseca
subir