Artigos em Destaque

Dinâmicas, Evangélicas, gospel, cristãs

Dinâmicas, Evangélicas, gospel, cristãs

TRÊS MISTURAR

-Participantes: Indefinido.
-Tempo estimado: 20 minutos.
-Material: Três copos com água, um monte de areia, um pouco de óleo de cozinha e um pouco de vinho ou refresco vermelho.
-Descrição: colocar no chão ou sobre uma mesa três copos com água. No primeiro pedir para alguém misturar algumas gotas de óleo.
No segundo copo alguém colocará um pouco de areia.
No terceiro copo colocará um pouco de vinho.
-O coordenador deve pedir aos participantes dizerem o que observaram. Pedir para comparar os copos com a comunidade, o grupo e as misturas com os diferentes tipos de pessoas. O que significam?

TROCA DE UM SEGREDO

– Participantes: 15 a 30 pessoas.
– Tempo Estimado: 45 minutos.
– Modalidade: Problemas Pessoais.
– Objetivo: Fortalecer o espírito de amizade entre os membros do grupo.
– Material: Lápis e papel para os integrantes.
– Descrição: O coordenador distribui um pedaço de papel e um lápis para cada integrante que deverá escrever algum problema, angústia ou dificuldade por que está passando e não consegue expressar oralmente. Deve-se recomendar que os papéis não sejam identificados a não ser que o integrante assim desejar. Os papéis devem ser dobrados de modo semelhante e colocados em um recipiente no centro do grupo. O coordenador distribui os papéis aleatoriamente entre os integrantes. Neste ponto, cada integrante deve analisar o problema recebido como se fosse seu e procurar definir qual seria a sua solução para o mesmo. Após certo intervalo de tempo, definido pelo coordenador, cada integrante deve explicar para o grupo em primeira pessoa o problema recebido e solução que seria utilizada para o mesmo. Esta etapa deve ser realizada com bastante seriedade não sendo admitidos quaisquer comentários ou perguntas. Em seguida é aberto o debate com relação aos problemas colocados e as soluções apresentadas.
Possíveis questionamentos:
– Como você se sentiu ao descrever o problema?
– Como se sentiu ao explicar o problema de um outro?
– Como se sentiu quando o seu problema foi relatado por outro?
– No seu entender, o outro compreendeu seu problema?
– Conseguiu por-se na sua situação?
– Você sentiu que compreendeu o problema da outra pessoa?
– Como você se sentiu em relação aos outros membros do grupo?
– Mudaram seus sentimentos em relação aos outros, como conseqüência da dinâmica?

TUBARÃO

-Participantes: Indefinido.
-Material: Um local espaçoso.
-Desenvolvimento: O animador explica a dinâmica: imaginem que agora estamos dentro de um navio, e neste navio existem apenas botes salva-vidas para um determinado número de pessoas, quando for dita a frase “Ta afundando”, os participantes devem fazer grupos referentes ao número que comporta cada bote, e quem ficar fora do grupo será “devorado” pelo tubarão (deve ser escolher uma pessoa com antecedência).
-O número de pessoas no bote deve ser diminuído ou aumentado, dependendo do número de pessoas.
Mensagem: Responder às seguintes perguntas:
1) Quem são os tubarões nos dias de hoje?
2) Quem é o barco?
3) Quem são os botes?
4) Alguém teve a coragem de dar a vida pelo irmão?

MEMORIZAR NOMES (APRESENTAÇÃO)

OBJETIVOS: Memorizar os nomes dos membros de um grupo. Integrar melhor o grupo favorecendo o conhecimento mútuo.

PROCEDIMENTOS: É bom que todos estejam em círculo.
Cada um dirá seu próprio nome acrescentando um adjetivo que tenha a mesma inicial seu nome. Por exemplo: Ricardo risonho.
O seguinte repete o nome do companheiro com o adjetivo e apresenta-se acrescentando um adjetivo ao próprio nome. E assim sucessivamente. Por exemplo: Ricardo risonho, Ana alegre, Mário moreno ….
Ao final partilha-se a experiência: como cada um se sentiu ao dizer o próprio nome, o adjetivos, etc..

AS FOTOGRAFIAS

OBJETIVOS: Ampliar o conhecimento de si e interpessoal. Promover a participação de todos com maior espontaneidade.

MATERIAL: Fotografias que sejam realistas, não sejam personagens conhecidos, sejam grandes, todas em preto e branco ou todas coloridas.

PROCEDIMENTOS: Espalhar as fotografias no  chão e convidar as pessoas a circular em volta das figuras fazendo com que cada uma se fixe numa delas, a qual tenha com que se identifique.
Definida a fotografia, cada pessoa pega sua foto e volta ao seu lugar de origem.
Depois cada participante falará sobre sua escolha espontaneamente, sobre como a fotografia se identifica com ele.
Finalmente, avaliar como cada um se sentiu e o que descobriu de novo com a dinâmica conversando um pouco mais sobre o que foi vivenciado:
Houve alguma revelação que surpreendeu alguém (ou que foi dito pela pessoa que se apresentou)?
O que você sentiu no momento de escolher sua gravura?
Gostaria de ter escolhido alguma que outra pessoa pegou?


CONHECIMENTO PESSOAL: A COR DO SENTIMENTO

OBJETIVOS: Identificar os próprios sentimentos e expressá-los, partilhando-os com o grupo.

MATERIAL: Guardanapos ou tiras de papel crepom de cores variadas.

PROCEDIMENTOS: Durante os primeiros cinco minutos o animador solicita às pessoas participantes que se concentrem, fechando os olhos, procurando uma interiorização e uma conscientização acerca dos próprios sentimentos no momento.
Decorridos os cinco minutos, e abrindo os olhos, o animador pede que cada pessoa, em silêncio, escolha um guardanapo, relacionado a cor dele com os sentimentos do momento.
Prosseguindo, formam-se subgrupos obedecendo às cores do guardanapo, resultando daí grupos numericamente variados.
Cada membro desses grupos irá explicar para o seu grupo o relacionamento encontrado entre a escolha da cor do guardanapo e os seus sentimentos do momento, levando para este exercício de 15 a 20 minutos.
Terminada esta etapa do exercício, todos se despedem uns dos outros, e o animador solicita que todos procurem expressar seus sentimentos do momento, através de uma forma dada ao guardanapo. O importante não é tanto se a forma dada ao guardanapo seja muito exata, mas o que esta forma representa.
A seguir formam-se novos subgrupos, ajuntando os membros pela semelhança das formas dadas ao guardanapo, e durante alguns minutos cada irá expor ao grupo o significado do formato dado.
Desfeitos os subgrupos, seguem-se, em plenário, os comentários acerca da vivência deste exercício.

O ESPELHO

OBJETIVOS: Despertar para a valorização de si. Encontrar-se consigo e com seus valores.

MATERIAL: Um espelho escondido dentro de uma caixa. O ambiente deve ser de silêncio e interiorização.

PROCEDIMENTO: O coordenador motiva o grupo: “Vocês devem pensar em alguém que lhes seja de grande significado. Uma pessoa muito importante para você, a quem você gostaria de dedicar maior atenção em todos os momentos, alguém que você ama da verdade… com quem estabeleceu íntima comunhão… que merece todo seu cuidado, com quem está sintonizado permanentemente… Entre em contato com esta pessoa, com os motivos que a tornam tão amada pôr você, que fazem dela o grande sentido da sua vida…” (Deixar um tempo para esta interiorização)
Agora vocês vão encontrar-se aqui, frente a frente com esta pessoa que é o grande significado de sua vida.
Em seguida, o coordenador orienta para que todos se dirijam ao local onde está a caixa (uma pôr vez). Todos deverão olhar o conteúdo e voltar silenciosamente para seu lugar, continuando a reflexão sem se comunicar com os demais.
Finalmente, faz-se a partilha dos próprios sentimentos, das reflexões e conclusões de cada um. É muito importante conversar sobre os objetivos da dinâmica.

VALORES

OBJETIVOS: Reconhecer seus próprios valores e os valores dos outros. Partilha.

MATERIAL: Cartões onde devem estar escritos valores, os mais diversos possíveis.

PROCEDIMENTOS: Cada participante recebe um cartão com um determinado valor (de preferência, um valor que ele possa ter); por exemplo: otimismo, alegria, esperança, solidariedade, justiça, gratuidade, partilha, sinceridade, honestidade, etc..
Alguns instantes de reflexão pessoal.
Cada participante vai dizer então se possui ou não este valor apresentado pelo cartão, justificando-se.
Ao final da dinâmica, é bom que cada um compartilhe como se sentiu no correr da dinâmica, com como os valores que descobriu em si e nos outros companheiros.
AUTOCONFIANÇA

OBJETIVO: Avaliar a autoconfiança e a sensibilidade dos diversos sentidos.

MATERIAL: Vendas ou pedaços de tecido para vendar os olhos.

PROCEDIMENTOS: Formam-se duplas com todo o grupo.
Em cada dupla, uma pessoa fecha os olhos e a outra a conduz para dar um passeio fazendo-a tomar contato com a realidade e objetos que a cercam, sem serem vistos. Se possível passar por situações diversas, como escada, gramado, no meio de cadeiras, tocarem objetos, flores com cheiro, etc..
Depois de 5 a 7 minutos, invertem-se os papéis.
No final avalia-se a experiência, descobertas e sentimentos.
Questões que podem ajudar: Como se sentiu ? Por que ? Como foi conduzido ? Foi capaz de identificar algo ? Que importância deu aos diversos sentidos ? Quando caminhamos no dia-a-dia deixamos nos tocar pela realidade que nos cerca ? Como reagimos diante de situações diversas como por exemplo diante de um policial, de um grupo de meninos de rua, num ambiente escuro, quando acaba a energia, etc.? O que achou da dinâmica ?

AUTO – RETRATO

OBJETIVOS: Confrontar-se com a auto – imagem. Proporcionar maior conhecimento e aceitação de si mesmo/a.

MATERIAL: Papel e caneta ou pincel para todos.

PROCEDIMENTOS: Pedir para cada pessoa desenhar a si mesma. Recusar desculpas de que não se sabe desenhar direito ou qualquer outra que seja. O importante é que cada um desenhe como sabe, mesmo que pareça engraçado. Inicialmente reagirão com risadas, mas aos poucos cada um deverá expressar no papel como se vê.
Quando todos tiverem concluído seu desenho, partilhar em grupos a experiência e o desenho.
No final avaliar como se sentiram fazendo a experiência. Como é a aceitação do próprio corpo ? De que tem vergonha e por quê ? Como se sente agora, após mostrar o desenho para os outros e partilhado os sentimentos ?

O DESEJO MÁGICO

OBJETIVOS: Identificar as preocupações e os interesses mais importantes do grupo, como base para uma maior compreensão e programação.

MATERIAL: Papel e caneta. Quadro-negro e cartolinas.

PROCEDIMENTOS: O coordenador formulará a seguinte pergunta : “Escreva  três coisas que são mais importantes em relação a este grupo”. Em outras palavras: “Quais as três últimas coisas que você deixaria em relação a este grupo?”
Durante cinco a oito minutos todos responderão, por escrito, a esta pergunta. A seguir o coordenador perguntará: “Se tivessem um desejo mágico e pudessem mudar três coisas em relação a este grupo, o que mudariam?”
As respostas devem ser colocadas no verso da folha, usando para isso mais cinco a oito minutos. Nas discussão que seguir, todos poderão pronunciar-se, em primeiro lugar, sobre os aspectos que não podem mudar, que já são positivos e é importante conservar em relação ao grupo. E, logo após, sobre o desejo mágico.
Discute-se, a seguir, sobre as coisas que precisam e poder ser mudadas imediatamente no grupo.
No final avaliam-se os sentimentos e encaminhamentos feitos para melhorar a vida do grupo.

TROCANDO OS CRACHÁS

OBJETIVOS: Conhecer os integrantes do grupo, “quebrar o gelo”, chamar à participação e ao movimento.

MATERIAL: Crachás para todos, contendo os nomes de cada um.

PROCESSO: No inicio do encontro, distribuem-se os crachás normalmente, de forma que cada um receba o seu próprio nome.
Após algum tempo, recolher novamente os crachás e colocá-los no chão, com os nomes voltados para baixo. Cada um pega um para si; caso peque o próprio nome, deve trocar.
Colocar o crachá com outro nome e usá-lo enquanto passeia pela sala.
Enfim procurar o verdadeiro dono do nome (crachá) e entregar a ele seu crachá. Aproveitar para uma pequena conversa informal; procurar se conhecer algo que ainda não conhece do colega.
Partilhar a experiência no grande grupo.

RÓTULOS

OBJETIVOS: Questionar a facilidade com que rotulamos as pessoas, tentando julgá-las menos por seu conteúdo intrínseco e pessoal do que pela eventual “ embalagem “ simbolizada por seus trajes, hábitos, família, situação intelectual ou social, etc.

MATERIAL: Crachás que sejam como rótulos para os participantes, com os dizeres:
5.      Sou engraçado: ria
6.      Sou tímido: ajude-me
7.      Sou mentiroso: desconfie
8.      Sou  surdo: grite
9.      Sou criativo: ouça-me
10.  Sou pouco inteligente: ignore-me
11.  Sou muito poderoso: bajule-me

PROCESSO: Os participantes são divididos em grupos de cinco ou seis elementos.
Cada participante receberá seu rótulo já colado na testa (de modo que ele não leia antes e nem durante a dinâmica).
Motivar todos a discutir soluções possíveis para algum problema determinado, contando que, durante a discussão levem em consideração o rótulo que cada um está usando.
Discutir o tema proposto, considerando o outro a partir do rótulo.
Concluir a experiência avaliando e partilhando os sentimentos vividos e o que isso tem a ver com nossa vida, como rotulamos as pessoas e como melhorar nossa comunicação.

 



TAG: DINÂMICA EVANGÉLICA, GOSPEL, CRISTÃ

Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca



Meu nome é Júlio Fonseca sou Pastor da Igreja de Deus no Brasil na pequena cidade de Anhanguera/Go. Usando a internet para levar a palavra de Deus a todos. Com paz, amor e respeito.

Compartilhe esta postagem

Compartilhe no Facebook

17 Respostas para “Dinâmicas, Evangélicas, gospel, cristãs”

  1. Anonymous disse:

    adorei! Super me inspirou!

  2. Anonymous disse:

    Amei! Me ajudou bastante!

  3. Anonymous disse:

    Adorei! amei! Muito Legal! E me ajudou muito!
    Obrigada!

  4. Aninha Rangel disse:

    Mto bom mesmo… já vou começar com algumas brincadeirinhas com os os meus adolescentes…

  5. Aninha Rangel disse:

    Mto bom… Vou começar o quanto antes com os meus adolescentes!!! mto obrigada pelas dicas

  6. Ionara disse:

    Muito bom, já utulizei várias na minha celula! Obg

    • Laynee disse:

      Mtoo legal gosteei mtoo vamos fazer no grupo de mulheres da minha igreja obrigada paz pra todos e deus abençoe

  7. Ray disse:

    Muito bom, eu trabalho com adolescentes apesar de eu ter apenas 13 anos, eles sao bem timidos, é o pessoal lá da escola. Dai encontrei esse site, que me ajudou muito, com certeza eles vao gostar. Muito obrigo que Deus te abençoe!!!

  8. Emanoelle disse:

    Amei todas as dinâmicas… vou fazer algumas na minha celula! concerteza iremos amar

  9. Nivia Farias disse:

    Muito bom o material de voces!! Encontrei o que queria! :)

  10. GABRIELLA NORONHA disse:

    ADOREI TODAS AS DINAMICAS PRICIPALMENTE A DO TUBARÃO

  11. Maria Ligia disse:

    Gostei demais, estava procurando dinamicas para o clube biblico, encontrei o que queria!

  12. Quinta-feira que vem eu vou fazer uma dinâmica e provavelmente eu eu vou usar a dinâmica do tubarão !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  13. a disse:

    Moderno sistema de site com diversos recursos interativos, projetado com o intuito de oferecer aos Pastores, Pregadores e Missionários um canal de comunicação. Através das ferramentas do site cada pastor poderá publicar seus estudos, notícias, agendas, fotos, vídeos e materiais diversos para pessoas que buscam conteúdo de qualidade para a edificação da fé cristã.

    Maiores informações e demonstração acesse:
    http://www.wnegocio.com.br/site/site-para-pastor
    Ou ligue: (61) 8420-1760

  14. LAUDENIR VIEIRA DA SILVA disse:

    AMEI AS DINAMICAS, MAS TRABALHO COM GRUPOS DE SENHORAS, E GOSTARIA QUE SE, PUDESSE ESTAR ME AJUDANDO C/ DINAMICAS VOLTADAS MAIS P/ AS SRAS. EU VOU FICAR SUPER FELIS. DEUS ABENÇOES A TODOS.

  15. carlos cesar disse:

    queDEUS abençoe são muito boas valeu mesmo fica na paz do SENHOR

  16. cida santos disse:

    Amei as sugestoes era isso q eu estava proucurando,espero usa-las com sabedoria e em breve darei noticias quanto ao resultado q eu alcançar.Fique na paz do nosso Senhor Jesus Cristo.

Faça uma Réplica

© 2014 Ida Gospel. Todos os direitos reservados. site Admin | Desde Fev/2006
Administrado por: Pastor Júlio Fonseca
subir