DÍZIMOS E OFERTAS SÃO BÍBLICOS?

 DÍZIMOS E OFERTAS SÃO BÍBLICOS?

Por Nilza Rangel maio 2, 2009 Comente este artigo
Assunto: Dízimos e ofertas.
Nem sempre temos a mesma concordância em tudo, é diferente em algumas revelações (na visão espiritual). Para expandir o Evangelho ao mundo de hoje com tanta tecnologia, precisamos de muitas pessoas contribuindo para que as pregações possam chegar a lugares remotos. (sustento da Casa do Senhor)
Levamos o Evangelho gratuitamente, porque temos quem nos sustentam, mas concordamos com quem vive do Evangelho, porque é Bíblico.
Apóstolo Paulo- 1Coríntios- 9:14- Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o Evangelho, que vivam do Evangelho.

Jesus mesmo disse para sair de dois em dois e que não levassem bolsa e nem alforje… Sacola de couro carregada a tiracolo e usada para levar alimentos e objetos necessários e a bolsa de dinheiro para uma viagem (Lucas-10.4,7). E ficai na mesma casa, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois digno é o obreiro de seu salário. Não andeis de casa em casa.

Como poderá o missionário sobreviver hoje? É muito difícil achar a quem hospede!… As Igrejas tem que sustentá-los. Mas como? Se todos concordarem em não dizimarem e nem ofertarem?
Isso era  comum nas Igrejas primitivas de Atos- 4:32 á 37-v/34- Não havia, pois, entre eles necessitado algum. Porque? Todos os que possuíam herdades ou casas, vendendo-as, traziam o valor do que fora vendido, e o depositavam aos pés dos apóstolos. v/35 E repartia-se a cada um, segundo a necessidade que cada um tinha.
Como você vê isso hoje? Alguém venderia tudo e daria para os apóstolos? Mas a Bíblia diz que sim!!! Jesus disse que viriam tempos difíceis de suportar a sã Palavra de Deus.
Romanos-10:15 – E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o Evangelho da Paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas!
Digno é o obreiro de seu salário!!! Palavras de Jesus… Lucas- 10:7. A mulher que derramou aos pés de Jesus o perfume no valor de um ano de trabalho. Mas achou um que a condenou como um  desperdício, Judas, o traidor de Jesus…
Faço-lhe uma pergunta: Para que Jesus tinha tesoureiro?
Porque muitos depositavam aos pés de Jesus ofertas para seu ministério, já eram acostumados ao visitarem um profeta e sacerdote, não ir de mãos vazias, dar a Deus o que é de Deus. E Jesus não veio abolir a Lei. Veio cumprir a Lei.( Mateus- 5:17,18)- Ele mesmo disse ao apóstolo, dai a Cezar o que é de Cezar e a Deus o que é de Deus. Estava dizendo de obrigações dos que pagavam tributos. Todos deveriam pagar “Impostos” e também pagar  “Dízimos” o que é de Deus. (Mateus- 22:19 a 21; -Marcos- 12:15 a 17; – Lucas- 20:24). “Contribuição obrigatória em dinheiro que os governos exigem de pessoas ou instituições e que usam para o bem público.” (1Rs- 12). Assim da mesma forma os tributos no altar do templo para o bem das almas. (Mateus-17:24-27; – 22:15-21; Romanos-13:7).
A “Graça” e a misericórdia na cruz do calvário foi para pagar o sacrifício de pecado para todos terem vida eterna após a morte física, não foi para deixar de pagar os impostos e atributos, nem do bem público e nem de Deus- Palavra do próprio Jesus- dar a Deus o que é de Deus. Mas em vários textos do Evangelho diz sobre as ofertas e sobre o sustento dos que pregavam o Evangelho que continuaram no Novo Testamento. O sustento- ”Salários” do mensageiro da “Palavra de Deus” no Templo e, para permanecer com as portas abertas para suprir todas as suas necessidades. Água, luz, telefone, materiais de ensino, produtos de limpeza, conduções para visitas e trabalhos e viagens missionárias enviados pela Igreja etc.
Se não temos nas igrejas dízimos e ofertas a Deus, como haverá sustento da Sua Palavra? Jesus curou um leproso e mandou levar a oferta de ação de graça ao sacerdote como era de costume na Lei que  Moisés havia deixado como testemunho. Mateus- 8: 4.
Deixo para meditar estas poucas palavras que não são minhas, mas do Senhor Jesus.
As pessoas que aceitam ir após Jesus Cristo para testemunhar o Evangelho ao mundo, Deus promete dar o melhor dessa terra. Para irem após Cristo, devem negar a si mesmos, devem pagar o preço nas perseguições das contradições, injúrias e críticas dos homens do mundo por causa do testemunho da Palavra do Evangelho de Cristo. A vida como mensageiro, pregador de Cristo padece por amor às almas sem questionar a Deus, como um bom dispenseiro do Senhor. (1Coríntios- 9)
É necessário analisar que a vida cristã é dinâmica e não estática, pois servimos ao Deus vivo! Devolver o dízimo e participar de experiências maravilhosas com Ele, cada pessoa, passa a ter consigo vitórias gloriosas, pois o Deus de milagres e multiplicação, atua de forma que não entendemos para que sejamos abençoados. Ser dizimista consciente, implica em não fazer troca com Deus e sim, por fé, semear na vida dos irmãos com as contribuições. Ser dizimista e ofertante na casa do Senhor é dever de cada cristão pela generosidade. Reconhecendo Deus como o Senhor de sua vida, o Dono de tudo!
É preciso lançar a semente, acreditar na colheita e se preparar para a safra. É necessário crer que o resultado virá e será excelente. “O segredo é amar o dever e fazer dele um prazer.
Fique na paz!!

Fonte: http://estudosbiblicosonline.com.br/?p=603

O texto acima não é de minha autoria, mais como já fui muitas vezes indagado a respeito desse assunto deixo aqui minha opinião e testemunho a respeito do dízimo, as palavras foram extraidas do email que enviei a André Pereira do blog: http://asaffe.blogspot.com
O dizimo é bíblico, dizer que não há necessidade de dizimar é ir contra a palavra de Deus. Sou pastor e um Pastor dizer tais palavras se tornou motivo de desconfiança, isso por causa de maus pastores que estão interessados apenas no dinheiro e não se preocupam com a alma.
Se sou um pastor honesto e fiel a Deus não devo deixar de ensinar a sã doutrina.
Existem muitos políticos corruptos, e muitas pessoas dizem que político é tudo igual. O que não é verdade, uma pessoa pode se candidatar e não se corromper , por isso um pastor deve falar de dizimo sem constrangimento.
Por anos não preguei nada sobre dizimo, minha igreja é pequena e não prosperava, pagávamos aluguel e o número de membros não aumentava. Mais instruído por meu superior eu ensinei a necessidade de dizimar. Hoje temos sede própria, aumentou o número de membros, podemos desenvolver várias atividades, e o melhor de tudo os MEMBROS COMEÇARAM A PROSPERAR, o motivo disso é.

(Mateus 6:24) –  Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.
O dinheiro é importante, mais dizimar é antes de tudo um ato de fé. Quem dizima mostra a Deus que seus principais valores são espirituais e não canais, que ele está disposto a dar algo que lhe  é precioso, mais que em seu coração ele sabe que Deus pode restituir tudo que ele der. Para os que não tem fé o dizimo é um investimento que não dá retorno, para os que tem fé, entregar o dizimo é uma prova de que Deus está em 1º lugar em seu coração e que Deus pode lhe abençoar segundo a sua fidelidade.

Abel deu o seu melhor e Deus se agradou de sua oferta, Caim não entregou o que lhe era possível e Deus não agradou da sua oferta. O final da história todos conhecem.

Gn 4:3 E aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao SENHOR. 4 E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura; e atentou o SENHOR para Abel e para a sua oferta. 5 Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. 6 E o SENHOR disse a Caim: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? 7 Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar. 8 E falou Caim com o seu irmão Abel; e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caim contra o seu irmão Abel, e o matou.

O dizimo deve ser dado de coração, sem medo, vergonha ou constrangimento. Se alguém tem fé no que faz não deve se constranger, se não há fé ele não deve fazê-lo.

OBSERVAÇÂO: O irmão André Pereira do Carmo do blog http://asaffe.blogspot.com , falava de oferta e eu por engano interpretei erradamente suas palavras como se tratando de dízimo. O que causou um erro grave de minha parte por isso venho a público pedir perdão ao estimado irmão e transcrever aqui o email que envie-lhe.

email:
Peço perdão sem constrangimento, pois de fato não havia atentado que o irmão falava de oferta e não de dizimo, agora sim faz sentido toda a indagação que o irmão me fez a respeito do assunto, assim como bom cristão não tenho vergonha de assumir publicamente meus erros, e nem de pedir perdão a quem eu possa ter ofendido, pois para mim é importante viver no amor que é natural do verdadeiro cristão. O fato é que a primeira vez que lancei esta matéria fui alvejado de indagações que não se fundamentavão, o que me causou uma certa expectativa infelizmente negativa sobre os comentários que iria receber desta vez. Espero poder desfazer este mal entendido da melhor forma possível. Que Deus te abençoe e esteja contigo agora e sempre.

Pastor Julio Fonseca
IDA GOSPEL
Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca


Divulgue esta postagem nas redes sociais
facebooktwittergoogle_pluspinterestmail

Comentários

  1. Responder

  2. Autor: professor

    Responder

  3. Autor: professor

    Responder

  4. Autor: professor

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *